02:23 28 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2281
    Nos siga no

    A Universidade Técnica Estatal de Bryansk (BGTU, na sigla em russo) desenvolveu uma nova tecnologia para fabricação de blindagem resistente, leve e barata para equipamentos militares com uso de arame.

    Fundação para Pesquisas Avançadas (FPI, na sigla em russo) informou à Sputnik que várias empresas do complexo militar-industrial demonstraram interesse nessa tecnologia inovadora.

    "Pela nova tecnologia a blindagem é criada usando método de fabricação aditivo [ou seja impressão 3D, também conhecido como prototipagem rápida] por via de fusão [ou sinterização] de arame. Posteriormente, ela [blindagem] é endurecida por ação de deformação por ondas. A tecnologia foi desenvolvida pela BGTU junto com a FPI e transferida a empresas russas fabricantes de veículos blindados", relata a entidade.

    Graças à sobreposição de ondas transmitidas e refletidas, no material metálico monolítico se forma uma estrutura multicamadas única, heterogênea e naturalmente reforçada que proporciona ao mesmo tempo alta viscosidade e alta resistência do material, o que aumenta as propriedades úteis para sua utilização em várias vezes.
    Visitantes do fórum EXÉRCITO 2019 examinam tanque russo T-14 Armata
    © Sputnik / Valery Melnikov
    Visitantes do fórum EXÉRCITO 2019 examinam tanque russo T-14 Armata

    A fundação ressaltou que a nova tecnologia reduz significativamente a quantidade de metal usado na fabricação de chapas blindadas, fornecendo ao mesmo tempo uma maior resistência em comparação com o aço fabricado pelo método padrão de laminação. Além do mais, o novo tipo de blindagem é entre 15 e 30% mais leve.

    Hoje em dia, a resistência e a massa específica da blindagem têm uma importância essencial devido à elevada capacidade de penetração dos projéteis antitanque modernos.

    Mais:

    China simula batalha urbana com uso de tanques em meio a tensões com Taiwan (VÍDEO)
    Melhor do mundo: o que torna sistema de mísseis antitanque Khrizantema-S uma arma insubstituível?
    'Blindado com esteroides': revista alemã avalia veículo de combate russo Terminator
    Tags:
    sistema antitanque, impressão em 3D, complexo militar-industrial, Rússia, tecnologia militar, blindagem
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar