22:46 26 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    11523
    Nos siga no

    Novos mísseis tanto russos como chineses podem representar "verdadeira ameaça" aos porta-aviões norte-americanos, escreve o portal norte-americano Business Insider.

    Em dezembro de 2020, a Rússia realizou o terceiro teste de lançamento do míssil de cruzeiro hipersônico Tsirkon. Antes disso, a China lançou dois mísseis balísticos que, segundo especialistas chineses, atingiram navio-alvo no mar do Sul da China. O evento referido é a primeira demonstração pública dos mísseis balísticos antinavio de longo alcance, relembra o autor do artigo.

    "Os testes são apenas a última indicação de que os porta-aviões norte-americanos, durante muito tempo considerados os reis dos mares, podem em breve enfrentar uma verdadeira ameaça a sua existência", afirmou o autor.

    O artigo nota que, após o fim da Guerra Fria e a queda da URSS, o domínio dos porta-aviões norte-americanos parecia garantido, assim como estes desempenharam papel principal nos conflitos com envolvimento dos EUA desde os anos 1990. No entanto, no ponto de vista do autor do artigo, "a ordem" estabelecida após o conflito gradualmente começou a ser desafiada.

    O analista ressalta que os mísseis hipersônicos representam ameaça séria aos porta-aviões, uma vez que eles são rápidos demais para a defesa antimíssil poder reagir eficazmente, enquanto a capacidade de mudar a trajetória de voo torna intercepção destes mísseis quase impossível.

    "As capacidades verdadeiras de novas armas russas e chinesas contra navios são ainda desconhecidas, mas os testes recentes provam que os porta-aviões da Marinha dos EUA podem não desfrutar do domínio inquestionável por muito mais tempo", concluiu o analista.

    Mais:

    Novo avião da Marinha dos EUA conduz 1º pouso e decolagem em porta-aviões (FOTOS, VÍDEO)
    China promete defender soberania enquanto Londres pretende enviar porta-aviões a região disputada
    Em 2 anos porta-aviões britânico HMS Prince of Wales passa apenas 87 dias no mar devido a inundações
    Tags:
    ameaça, porta-aviões, Marinha dos EUA, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar