18:07 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    134
    Nos siga no

    O ministro da Defesa italiano, Lorenzo Guerini, escreveu um artigo de opinião em que ressalta que os EUA são fundamentais para a defesa da União Europeia (UE).

    "O futuro da defesa europeia não pode ser separado de uma sólida integração transatlântica. Hoje, como no passado, os EUA devem permanecer conectados à Europa e à OTAN [Organização do Tratado do Atlântico Norte], no centro de uma relação recíproca de segurança e defesa", escreve Guerini no texto publicado nesta segunda-feira (11) no site Defense News.

    O ministro italiano destaca que o setor de defesa é um acelerador de inovação tecnológica e que pode ser um fator de relançamento e crescimento das economias, sobretudo durante crises como a que surgiu em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

    Veículo blindado LMV Lince, usado pelo Exército Brasileiro e fabricado pela italiana Iveco
    © Sputnik / Thiago de Araújo
    Veículo blindado LMV Lince, usado pelo Exército Brasileiro e fabricado pela italiana Iveco

     

    "No mundo incerto em que vivemos, a indústria de defesa é uma sólida garantia de inovação e empregos, e uma fonte de relançamento econômico e investimento para as gerações futuras. É necessário, portanto, assegurar que este setor de nossa economia continue a manter e aumentar sua relevância tecnológica e comercial", comenta.

    Lorenzo Guerini também ressalta que importantes equipes industriais Itália-EUA mostram a ambição da cooperação entre os países, citando as fragatas da construtora naval italiana Fincantieri para a Marinha dos EUA, os veículos anfíbios da Iveco e os helicópteros e o programa F-35, desenvolvido pela fabricante italiana Leonardo Helicopters.

    Essa cooperação transatlântica "é essencial para o sucesso de novos programas que vão impulsionar o crescimento da indústria italiana e ajudar na realização das ambições nacionais […]. Uma dessas ambições é ter tecnologia avançada e uma indústria nacional globalmente competitiva para permitir que a Itália continue a ser um participante relevante nos programas mais inovadores, especialmente aqueles lançados por seu amigo e aliado, os EUA", afirma o ministro da Defesa italiano.

    Mais:

    Ministro da Defesa de Israel quer comprar mais 1 esquadrão de caças F-35 antes da saída de Trump
    Defesa aérea da Síria é ativada para repelir 'ataque israelense' das Colinas de Golã (VÍDEO)
    Defesa russa revela planos de rearmamento de sua defesa antiaérea em 2021
    Índia procurará compensar cortes no orçamento de defesa com aluguel de equipamento, diz especialista
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar