09:45 13 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4108
    Nos siga no

    Israel entregou o segundo sistema antimísseis Cúpula de Ferro ao Exército dos EUA durante o final de semana, informou o Ministério da Defesa de Israel.

    "A entrega do Cúpula de Ferro ao Exército dos EUA demonstra mais uma vez as estreitas relações entre o Ministério da Defesa de Israel e o Departamento de Defesa dos EUA, a eficácia do sistema contra diversas ameaças e as excelentes capacidades tecnológicas das indústrias israelenses", afirmou o ministro da Defesa de Israel, Benny Gantz.

    "Estou certo de que o sistema ajudará o Exército dos EUA a proteger as tropas norte-americanas das ameaças balísticas e aéreas, bem como do desenvolvimento de ameaças nas áreas onde as tropas norte-americanas estão implantadas em diversas missões", adicionou.

    Em agosto de 2019, os EUA firmaram com Israel um acordo de compra de duas baterias do Sistema de Defesa Cúpula de Ferro.

    A primeira bateria foi entregue em setembro e já está em processo de implantação.

    Míssil disparado pelo sistema de defesa Cúpula de Ferro de Israel
    © AP Photo / Ariel Schalit
    Míssil disparado pelo sistema de defesa Cúpula de Ferro de Israel

    O Cúpula de Ferro é uma parte integral da matriz da defesa de múltiplas camadas de Israel desenvolvida em Israel. A matriz da defesa inclui os sistemas de armas Cúpula de Ferro, Estilingue de David, Flecha-2 e Flecha-3.

    No mês passado, como parte de uma série de testes de interceptação de fogo real, o sistema Cúpula de Ferro interceptou um míssil de cruzeiro pela primeira vez.

    Mais:

    Israel ataca instalações do Hamas em Gaza em resposta a lançamento de foguetes (VÍDEOS)
    Erdogan: Turquia quer laços com Israel, mas postura com a Palestina é 'inaceitável'
    Por telefone, Netanyahu convida rei do Marrocos a visitar Israel
    Tags:
    sistema de defesa antiaéreo, sistema de defesa aérea, sistema de mísseis, sistema de defesa, israel, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar