23:58 15 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2322
    Nos siga no

    Enquanto o presidente eleito norte-americano Joe Biden se opõe à ideia de equipar submarinos com armas nucleares de "de baixa potência", EUA concluíram a produção de lote de novas ogivas nucleares W76-2 de baixo rendimento.

    A Administração Nacional de Segurança Nuclear (NNSA, na sigla em inglês) do Departamento de Energia dos Estados Unidos relatou ter concluído a produção planejada de ogivas nucleares W76-2 de baixo rendimento, e que o lote já foi entregue à Marinha norte-americana.

    As referidas ogivas foram transferidas à Marinha dos EUA para equipar uma parte dos mísseis balísticos intercontinentais Trident II (D5), usados em submarinos nucleares da classe Ohio.

    Para Joe Biden, instalar estas ogivas nucleares em campo de batalha, que, segundo alertam alguns especialistas, aumentam muito as chances de uso pelo governo americano em eventual crise, é uma "má ideia".

    Em 28 de dezembro, a NNSA forneceu novos detalhes do programa de ogivas nucleares W76-2 em uma versão desclassificada do relatório.

    Segundo escreve portal The Drive, é mantido em segredo como exatamente as ogivas W76-2 diferem das W76, porém é perceptível que sejam derivadas do projeto anterior W76-1.

    Submarino nuclear americano da classe Ohio no porto de Busan, Coreia do Sul
    © AFP 2020 / Kim Jae-Hwan
    Submarino nuclear americano da classe Ohio no porto de Busan, Coreia do Sul

    Para ter uma ideia, a W76-1 tem um rendimento estimado de aproximadamente 100 quilotons, enquanto o rendimento da W76-2 pode ser de apenas cinco quilotons.

    Se esta última estimativa for exata, a W76-2 teria apenas um terço do rendimento da bomba Little Boy que os EUA lançaram sobre a cidade de Hiroshima durante a Segunda Guerra Mundial, aponta portal.

    Vale destacar que os mísseis balísticos intercontinentais Trident D5 também podem ser armados com ogivas W88 que têm um rendimento aproximado de 475 quilotons e cada um destes mísseis é capaz de transportar até 14 ogivas.

    Mais:

    Moscou se alarma com instalação de ogivas nucleares de baixa potência em submarinos dos EUA
    Marinha dos EUA testa com êxito míssil balístico Trident II capaz de transportar ogiva nuclear
    Irã acusa EUA de instigarem guerra nuclear após integração de ogiva nuclear em submarino
    Tags:
    Marinha dos EUA, Joe Biden, míssil balístico intercontinental, submarino nuclear, ogiva nuclear
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar