16:54 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3870
    Nos siga no

    O Shkval, torpedo de propulsão a jato que consegue atingir na água velocidades superiores a 300 km/h, foi desenvolvido por construtores soviéticos ainda na década de 1960, mas até hoje é insuperável.

    Segundo escreve a revista The National Interest, o VA-111 Shkval foi desenvolvido como uma contramedida aos submarinos nucleares dos EUA que poderiam ameaçar a integridade da dissuasão nuclear marítima da União Soviética.

    O torpedo de supercavitação entrou em serviço em 1977 e permaneceu escondido do conhecimento público até o colapso da URSS.

    Torpedos habitualmente são construídos com hélices ou com um motor hidrojato, que são dois meios convencionais de propulsão em que raramente as velocidades são superiores a 60 nós, ou seja, a 111 km/h.

    Por sua vez, o Shkval é construído com um motor de foguete de combustível sólido, o que lhe permite atingir velocidades superiores a 200 nós, ou seja, a 370 km/h, o tornando um torpedo de supercavitação – quando o gás ejetado do nariz do torpedo cria bolhas de gás finas que minimizam o contato com a água e geralmente evitam o desgaste devido ao atrito com a água.
    Submarino russo Rostov-na-Donu durante evento militar (imagem referencial)
    © Sputnik / Vasily Batanov
    Submarino russo Rostov-na-Donu durante evento militar (imagem referencial)

    À medida que o torpedo se move em direção ao alvo, as bolhas de gás continuam evaporando a água ao redor.

    Uma vez disparado de um tubo de torpedos padrão de 533 milímetros, o Shkval atinge uma velocidade de 50 nós (92,6 km/h) e continua acelerando até atingir velocidade de supercavitação.

    Uma das desvantagens de torpedos de supercavitação é que o processo de propulsão cria imenso ruído, facilitando, assim, detecção dos submarinos portadores. No entanto, esse detalhe pode ser contrabalanceado pela velocidade do torpedo, que dá pouquíssimas chances de um inimigo conseguir reagir a tempo.

    Recentemente, veio à tona que a Rússia está trabalhando no novo torpedo Khishnik para substituir o Shkval.

    Mais:

    EUA aprovam venda de torpedos pesados para Taiwan em meio a tensões com Pequim
    Marinha britânica falha na introdução de novo torpedo por não possuir submarinos capazes de testá-lo
    Marinha indiana recebe 1º torpedo pesado antissubmarino Varunastra (FOTOS)
    Tags:
    tecnologia militar, torpedos, mísseis, Rússia, Arsenal de Marinha, Marinha dos EUA, União Soviética
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar