06:55 17 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4630
    Nos siga no

    O jornalista do Daily Mail, Will Stewart, publicou um artigo sobre o mais novo míssil antiaéreo russo 9M333, que foi recentemente apresentado pela empresa Kalashnikov.

    O repórter britânico achou curioso que a revelação da nova munição ocorreu na véspera do Natal católico, pois o período festivo na Rússia começa apenas no Ano Novo, e o Natal ortodoxo é celebrado em 7 de janeiro.

    Um vídeo abaixo mostra o míssil terra-ar, pesando cerca de 41 quilogramas e carregando uma ogiva Frag-HE de 5 quilogramas, lançado a partir do sistema Strela-10M.

    O míssil autoguiado é capaz de atingir seu alvo por fotocontraste, infravermelho ou anti-interferência, o que se apresenta como "sua principal vantagem sobre outras armas da mesma classe", destacou Will Stewart. 

    Além de poder atingir aviões de guerra, helicópteros e drones não tripulados, o autor sublinha que o 9M333 pode também derrubar outros mísseis. Tal habilidade é uma vantagem para a proteção dos soldados no solo, durante o combate e em marcha, contra aeronaves de ataque aéreo e de reconhecimento.

    O lançamento do 9M333 é o mais recente de uma sucessão de inovações militares russas, à medida que o presidente Vladimir Putin atualiza suas forças militares, conclui o jornalista.

    É importante relembrar que o Grupo Kalashnikov é um fabricante russo, líder em armas automáticas de combate, armas de precisão e projéteis guiados de artilharia, além do famoso fuzil de assalto AK-47.

    A produção em série da nova munição já começou para implantação no exército russo, diz o artigo.

    Mais:

    Morre aos 98 anos o lendário agente soviético George Blake
    Cientista revela capacidades da embarcação russa apelidada pela mídia dos EUA de 'navio mais feio'
    MRE russo diz que campanha dos EUA por armas hipersônicas ocorre devido a 'orgulho ferido'
    Tags:
    Defesa, teste militar, Kalashnikov, míssil, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar