15:10 23 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3214
    Nos siga no

    Força Aérea dos EUA continua reforçando o seu contingente militar no Ártico, implantando novos caças F-35 na base aérea de Eielson, no Alasca.

    De acordo com o serviço de imprensa da Força Aérea, em 16 de dezembro mais cinco caças de 5ª geração F-35 Lightning II chegaram a esta base. Eielson já dispunha de 20 aviões desta classe.

    "Cinco aviões chegaram na quarta-feira (16), o que ajudou a completar o nosso parque de F-35A Lightning II, elevando-o para 20 unidades", disse o porta-voz da base aérea, Kaylee Dubois, à rádio KUAC FM.

    Caças norte-americanos F-35A Lightning II durante voo de treinamento
    Caças norte-americanos F-35A Lightning II durante voo de treinamento

    "Estamos reativando nosso 355º Esquadrão de Caças […]. Portanto, estamos incrementando o nosso parque. Até o final de 2021 devemos ter todos os 54 caças na base", acrescentou.

    Quando todas as aeronaves chegarem, os dois esquadrões de caças (335º e 356º) terão 27 jatos cada.

    Desta forma, o Alasca terá a maior concentração destes novos aviões de guerra norte-americanos.

    "A principal missão do esquadrão é a supressão de defesas aéreas inimigas e a condução de missões ofensivas de combate aéreo", afirmou em um comunicado Samuel Chipman, comandante do 335º esquadrão.

    No Alasca se encontra um efetivo de 27 mil militares, além de 14 embarcações da Guarda Costeira, um número que deve crescer ao longo dos próximos anos.

    Mais:

    Força Aérea dos EUA envia bombardeiros B-52 ao Alasca para exercícios de interceptação
    Força Aérea dos EUA pinta 2º caça F-16 imitando Su-57 para exercícios de simulação (FOTOS)
    Recado para Rússia e China? EUA enviarão 150 caças F-35 e F-22 para o Ártico, diz senador
    Tags:
    5ª geração, fronteiras russas, Alasca, EUA, base aérea, F-35 Lightning II
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar