08:29 04 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 300
    Nos siga no

    Novíssimo sistema de coleta automática de dados sobre a situação na superfície aquática desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa de Radiocomunicação Remota está sendo testado no mar Negro, comunicou à Sputnik a assessoria de imprensa da organização.

    O Ministério da Defesa da Rússia tem repetidamente relatado sobre entrada no mar Negro de navios de guerra e de reconhecimento da OTAN, incluindo destróieres dos EUA equipados com mísseis de cruzeiro. Em alguns casos, estes navios realizaram tentativas de aproximação das águas territoriais da Rússia.

    De acordo com o instituto de pesquisa, que faz parte da empresa RTI, o novo sistema de rastreamento foi denominado de Strategia e está atualmente a monitorar a situação na superfície das águas do mar Negro.

    A empresa detalha que o complexo utiliza "sistemas de informação automáticos terrestres e por satélite, dados de várias estações de radar e canais internos da frota para transmissão de dados sobre objetivos. Além disso, o Strategia recebe informações de radares além do horizonte, que são capazes de detectar alvos de superfície a várias centenas de quilômetros.

    O sistema processa automaticamente os dados sobre a nacionalidade dos navios que, por exemplo, entraram no mar Negro vindos do Mediterrâneo, define os parâmetros do alvo, registra a aproximação dos navios às fronteiras russas ou áreas interditadas.

    Além do mais, o Strategia é capaz de analisar e avaliar as alterações anômalas no ambiente operacional.

    Mais uma particularidade do complexo é que ele tem a capacidade de interação bidirecional com os meios, complexos e sistemas técnicos a partir dos quais recebe a informação.

    Mais:

    Toda a Frota do Mar Negro russa inicia treinamentos, chamando atenção dos EUA
    Marinha da Rússia monitora navios de guerra da OTAN no mar Negro
    Sprut-SDM1: 1º tanque anfíbio no mundo realiza testes no mar Negro e em climas subtropicais (VÍDEO)
    Tags:
    rastreamento, reconhecimento, Mar Negro, OTAN, navios de guerra, Marinha dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar