07:06 17 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2130
    Nos siga no

    Os Estados Unidos precisam urgentemente de um plano que contemple embarcações nucleares para sua frota de quebra-gelos, analisa mídia.

    A frota de quebra-gelos norte-americanos se encontra em um estado lamentável e seu futuro oferece pouca esperança, escreve o autor de um artigo na National Interest. Atualmente, os EUA possuem somente duas embarcações deste tipo - o USCGC Healy, que se encontra fora de operação devido a um incêndio no motor, e o USCGC Polar Star, um navio originalmente comissionado nos anos 1970.

    Comparada à frota russa, que opera com 40 embarcações deste tipo, a frota dos Estados Unidos é muitíssimo reduzida, se aproximando da frota chinesa, que também conta com dois quebra-gelos.

    Apesar de existir um programa de substituição das embarcações envelhecidas usadas pela Guarda Costeira e expansão da frota, os Estados Unidos estão bastante atrás de seus adversários. Segundo o autor, o programa Polar Security Cutter (PSC) "é notavelmente limitado em sua ambição", prevendo somente três embarcações de grande porte e três médias.

    Além disso, os projetos de construção, baseados no quebra-gelo alemão RV Porlarstern, seriam movidos a diesel e eletricidade, enquanto a Rússia conta com propulsão nuclear em diversos de seus navios mais modernos.

    Quebra-gelo nuclear Arktika chegando a Murmansk (foto de arquivo)
    © Sputnik / Pavel Lvov
    Quebra-gelo nuclear Arktika chegando a Murmansk (foto de arquivo)

    O analista indica que é estranho um país tão poderoso quanto os EUA se contentar com a propulsão diesel-elétrica, enquanto os concorrentes regionais empregam energia nuclear.

    Segundo a revista norte-americana, preocupações ambientais fazem com que muitos portos hesitem em aceitar navios nucleares por receios de segurança. Contudo, para garantir a liberdade do tráfego marítimo através do Ártico, é necessário uma frota confiável, bem projetada e segura de quebra-gelos.

    Estes teriam não somente uma autonomia maior no mar, mas navegariam com maiores velocidades operacionais, permitindo respostas mais rápidas em situações emergentes.

    Mais:

    Gigante e poderoso: quebra-gelo nuclear mais potente do mundo entra em serviço na Rússia (VÍDEO)
    Guarda Costeira dos EUA busca expandir sua presença no Pacífico para conter atividades da China
    Maior quebra-gelo nuclear do mundo inicia testes no Ártico
    Tags:
    nuclear, quebra-gelo, embarcação, Rússia, Ártico, EUA, Defesa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar