13:58 22 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    163
    Nos siga no

    A Marinha norte-americana teria tido problemas com navios das classes Freedom e Independence, que não utilizaram essas instalações e registraram significativas e dispendiosas falhas de engenharia.

    A Marinha dos EUA terá de criar um local de testes de engenharia em terra para a fábrica destinada a desenvolver as fragatas da classe Constellation, segundo uma disposição da Lei de Autorização de Defesa Nacional (NDAA, na sigla em inglês) de 2021.

    A Marinha tem tido um histórico misto na introdução de novas tecnologias, razão pela qual o Congresso dos EUA quer assegurar um bom funcionamento do programa de fragatas FFG(X), que utilizam um novo sistema de propulsão, mesmo partindo de um projeto já existente, o FREMM, da construtora naval Fincantieri, escreve o portal Defense News.

    "Embora o reconhecimento de um projeto base existente possa reduzir os riscos do projeto, seja técnicos, seja de integração, os conferencistas estão preocupados com o fato de continuarem existindo riscos significativos no programa FFG-62 [nome da primeira fragata da classe Constellation]" [...], indica o documento da NDAA.

    O texto menciona riscos como o custo do programa, que inclui a "mudança para fornecedores de componentes predominantemente americanos em vez dos fornecedores principalmente estrangeiros usados no projeto base do navio", bem como a complexidade do sistema de propulsão, chamado HM&E, notando também que, desde que estas instalações de teste passaram a ser utilizadas em 1972, elas reduziram os custos das novas classes de fragatas.

    O mesmo não aconteceu com navios das classes Freedom e Independence, entregues em 2008 e 2010, respetivamente, que não utilizaram estas instalações, diz o relatório.

    Assim, este centro terá de testar o sistema de propulsão, ensaiar e integrar os sistemas de controle de máquinas, simular as cargas das fragatas Constellation, em conjunto com o HM&E. Além disso, a Marinha dos EUA terá de submeter um plano de implementação do local de testes para o orçamento de 2022.

    O projeto FFG(X) das fragatas da classe Constellation foi originalmente anunciado em 2017.

    Mais:

    Marinha dos EUA solicita cerca de US$ 600 milhões para desenvolver frota de navios não tripulados
    Marinha dos EUA 'perde' míssil furtivo enquanto tenta demonstrar força à China, segundo mídia
    Nova fragata dos EUA tem alto custo e baixo poder de fogo, aponta revista
    Tags:
    NDAA, Lei de Autorização de Defesa Nacional, Defense News, Congresso dos EUA, Congresso, Marinha dos EUA, Marinha, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar