01:55 07 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    1162
    Nos siga no

    A Marinha da Índia deverá adquirir um equipamento antidrone denominado SMASH-2000, anunciou o chefe da Marinha indiana, o almirante Karambir Singh, na véspera do Dia da Marinha na Índia, na quinta-feira (3).

    Conforme consta em artigo da agência The Eurasian Times, o SMASH-2000 é um sistema óptico de combate a pequenos drones, que podem ser equipados com câmeras para espionar instalações estratégicas. Contudo, para tal fim, na maioria das vezes são utilizados drones civis para fotografia aérea, em alternativa aos caros drones de vigilância de asa fixa.

    Como funciona?

    O "sistema de controle de fogo" SMASH-2000 foi desenvolvido pela Smart Shooter, empresa que vem desenvolvendo sistemas para ajudar militares a rastrear e interagir com alvos em movimento.

    A mira inteligente ajuda a identificar alvos, calcula sua dinâmica e diz ao atirador onde mirar para acertar no primeiro tiro, mesmo que os drones estejam se movendo 120 metros acima do nível do solo. O atirador conta ainda com a ajuda de uma câmera e telêmetro a laser, que leva em consideração os movimentos do próprio atirador. O atirador dispara alinhando manualmente a mira no ponto designado, e acertando o alvo.

    Uma característica extraordinária deste sistema é o fato de que assim que o gatilho é pressionado, o sistema calcula o movimento do alvo e prevê sua próxima localização, usando processamento de imagem e algoritmos avançados. Deste modo, o SMASH-2000 evita que a bala seja disparada até que o alvo esteja precisamente em sua mira.

    Este sistema também pode ser usado para atingir forças inimigas terrestres. No entanto, as suas vulnerabilidades previstas para ambientes de guerra cibernética e os custos envolvidos tornam os pontos de mira tradicionais uma opção melhor para soldados de infantaria regulares.

    Usando tecnologias semelhantes, várias outras empresas já desenvolveram soluções de longo alcance muito eficientes para atiradores, mas nenhuma tecnologia pode compensar as habilidades de tiro inerentes de um soldado.

    Mais:

    Índia envia comandos anfíbios à região fronteiriça de Ladakh em meio a impasse com China
    China implanta helicópteros autônomos na fronteira com Índia
    Putin: China e Índia deverão produzir vacina russa Sputnik V
    Tags:
    tensão geopolítica, Segurança, espionagem, drone, Defesa, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar