10:50 19 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    21812
    Nos siga no

    O veículo serve de plataforma para o sistema que integra um radar multifuncional, mísseis, sensores infravermelhos e sistemas de identificação amigo-inimigo e de comando.

    Impulsionada pela demanda crescente mundial de sistemas antiaéreos de pequeno alcance, a empresa alemã Diehl Defence manifestou estar terminando uma variante modular de seu sistema móvel de defesa aérea terrestre IRIS-T-SLS, segundo o portal norte-americano Janes.

    A nova versão do IRIS-T-SLS Mk III inclui todos os componentes de um sistema de defesa aérea integrados em uma plataforma blindada.

    IRIS-T-SLS Mk III
    © Foto / Diehl
    IRIS-T-SLS Mk III

    O modelo contém um radar compacto de detecção 3D multimissão com um sistema integrado de identificação amigo-inimigo em um mastro telescópico, bem como um sistema de comando e controle e quatro interceptores infravermelhos IRIS-T.

    Sistema IRIS-T SL
    © Foto / Diehl
    Sistema IRIS-T SL

    A plataforma que transporta esse conjunto de equipamentos é o veículo blindado de rodas Eagle V 6x6, desenvolvido pela divisão europeia do consórcio americano General Dynamics.

    O veículo, "permite detectar, localizar e combater em movimento, bem como recarregar [mísseis] de forma mais rápida e eficiente no campo, com um mínimo de pessoal", explicou um porta-voz da empresa Diehl Defence.

    A empresa especificou que apesar dos projéteis do sistema serem lançados de uma posição inclinada fixa, a manobrabilidade dos mísseis que utiliza permite abater alvos em um ângulo de 360º.

    Mais:

    Rússia anuncia testes de novo tanque anfíbio, único no mundo, e de fuzil de precisão
    Submarino nuclear russo Kazan lança mísseis Oniks e Kalibr no mar Branco
    Tropas de controle das fronteiras chinesas no Tibete recebem veículos de assalto e drones (FOTO)
    Drone russo Okhotnik usa mísseis pela 1ª vez durante testes
    Tags:
    mísseis, sistema antiaereo, veículo, armamento, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar