14:43 08 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    31435
    Nos siga no

    O Departamento de Defesa dos EUA afirmou que vai construir uma base militar alternativa na ilha de Tinian, localizada ao oeste do oceano Pacífico.

    A ilha de Tinian é uma das três principais ilhas da Comunidade das Ilhas Marianas do Norte (CNMI, na sigla em inglês) que pertenciam ao Japão e foram vinculadas aos EUA durante a Segunda Guerra Mundial. Segundo conta o portal The Eurasian Times, esta ilha é utilizada como local de aterrissagem alternativa caso a Base Aérea de Andersen das Forças Armadas dos EUA, na ilha de Guam, seja gravemente atingida por um desastre natural ou por uma guerra.

    De acordo com Mark Welsh, general aposentado e chefe de Estado da Força Aérea norte-americana até 2016, a construção de uma base na ilha de Tinian "criará o único campo de aviação de desvio no Pacífico Ocidental e fornecerá à Força Aérea dos Estados Unidos a capacidade de conduzir operações de reabastecimento temporárias ou sustentadas de um local adicional na região", reporta a mídia.
    Ilha Guam fotografada a partir do espaço pelo cosmonauta russo Anton Shkaplerov
    Ilha Guam fotografada a partir do espaço pelo cosmonauta russo Anton Shkaplerov

    A ilha de Tinian já possui um aeródromo chamado de North Field, mas ao contrário da base de Guam, North Field não pode mais receber caças e bombardeiros. Porém, o West Field, onde se localiza de fato o aeroporto de Tinian, já tem desenvolvido capacidade para suportar grupos de caças para treinamento, reporta o portal The Drive.

    No entanto, devido a sua área geográfica bem pequena, a base de Tinian não pode sustentar operações de aeronaves militares por muito tempo.

    Bombardeiro H-6K patrulha o mar do Sul da China
    © AP Photo / Xinhua
    Bombardeiro H-6K patrulha o mar do Sul da China
    Em meio a tensões entre a China e os EUA, principalmente na região do mar do Sul da China, o Exército de Libertação Popular (ELP) chinês lançou um vídeo mostrando como os seus bombardeiros H-6 supostamente atacariam a base da Força Aérea dos EUA em Guam.

    Mais:

    'Mão de obra escrava': EUA proíbem importação de algodão de fabricante chinês
    Relatório da OTAN indica que a China poderia ameaçar a Europa e aos EUA
    Tóquio condena detenção de ativistas em Hong Kong
    Tags:
    Defesa, Força Aérea dos EUA, Guam, Estados Unidos, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar