12:13 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    141
    Nos siga no

    O novo avião tiltrotor CMV-22B Osprey da Marinha dos EUA realizou seu primeiro pouso a bordo de um porta-aviões, segundo o portal The Drive.

    No dia 20 de novembro, a aeronave pousou no convés do porta-aviões da classe Nimitz, USS Carl Vinson (CVN 70), que está conduzindo operações marítimas de rotina.

    A nova aeronave substitui os C-2A Greyhound, e tem como missão transportar pessoal, suprimentos e carga de alta prioridade de bases em terra para os porta-aviões em alto mar.

    • Avião CMV-22B Osprey da Marinha dos EUA conduz primeiro pouso e decolagem no porta-aviões USS Carl Vinson
      Avião CMV-22B Osprey da Marinha dos EUA conduz primeiro pouso e decolagem no porta-aviões USS Carl Vinson
    • Avião CMV-22B Osprey da Marinha dos EUA conduz primeiro pouso e decolagem no porta-aviões USS Carl Vinson
      Avião CMV-22B Osprey da Marinha dos EUA conduz primeiro pouso e decolagem no porta-aviões USS Carl Vinson
    • Avião CMV-22B Osprey da Marinha dos EUA conduz primeiro pouso e decolagem no porta-aviões USS Carl Vinson
      Avião CMV-22B Osprey da Marinha dos EUA conduz primeiro pouso e decolagem no porta-aviões USS Carl Vinson
    • Avião CMV-22B Osprey da Marinha dos EUA conduz primeiro pouso e decolagem no porta-aviões USS Carl Vinson
      Avião CMV-22B Osprey da Marinha dos EUA conduz primeiro pouso e decolagem no porta-aviões USS Carl Vinson
    1 / 4
    Avião CMV-22B Osprey da Marinha dos EUA conduz primeiro pouso e decolagem no porta-aviões USS Carl Vinson

    O CMV-22B Osprey teve seu alcance operacional ampliado, além de contar com um rádio HF e linha de visão. A capacidade de despejo de combustível também foi melhorada, assim como o sistema de endereço público para passageiros e sistema de iluminação aprimorado para carregamento de carga.

    Além disso, o novo avião pode transportar até 6.000 libras (2.721 quilos aproximadamente) de carga ou pessoal, sendo capaz de carregar internamente o módulo de potência do motor F-35C Lightning II.

    Apesar de o avião ter a tarefa de transportar itens volumosos, como os motores F135, sua capacidade possui ressalvas importantes. A aeronave não conta com pressurização na cabine e o espaço necessário para o rotor de inclinação decolar e pousar de um porta-aviões ou realizar manobras pode ser um grande problema, cita o portal The Drive.

    O avião está programado para atingir a capacidade operacional inicial em 2021. A transição completa do venerável Greyhound para o CMV-22B deve ocorrer em 2028. A Marinha dos EUA comprou 39 unidades do novo tiltrotor em junho de 2018.

    Mais:

    'Ameaça inacreditável': secretário da Marinha dos EUA diz que China ameaça modo de vida americano
    Marinha dos EUA está desenvolvendo minas para 'deter' drones nucleares russos Poseidon, diz mídia
    Surgem novas FOTOS dos danos causados por colisão entre F-35 e KC-130J da Marinha dos EUA
    Tags:
    Marinha dos EUA, porta-aviões, eua, avião militar, avião
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar