20:26 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    539
    Nos siga no

    O Exército dos EUA testou recentemente um novo míssil superfície-ar (SAM) concebido para preencher a lacuna entre as armas de ombro e grandes baterias de defesa antiaérea montadas em caminhões tanto no alcance como no custo.

    O Centro de Aviação e Mísseis sob o Comando de Desenvolvimento de Capacidades de Combate (CCDC, na sigla em inglês) do Exército dos EUA compartilhou uma foto de lançamento de um míssil de defesa antiaérea de alcance estendido de baixo custo (Lower-AD).

    Na postagem, o sistema Lower-AD é descrito como "um interceptador a preço acessível destinado a preencher a lacuna de capacidade entre sistemas de defesa antiaérea portáteis de curto alcance e interceptadores de alto desempenho Patriot". No entanto, não foram dadas informações sobre a data ou localização do teste.

    Segundo documentos de 2019 do Exército dos EUA, Lower-AD terá um alcance de mais de 25 quilômetros e será principalmente usado contra drones e mísseis de cruzeiro subsônicos, deixando ameaças maiores para os sistemas de mísseis Patriot. Por outro lado, os referidos mísseis têm um alcance muito maior em comparação com um sistema portátil de mísseis como FIM-92 Stringer.

    Tecnicamente os Patriot são capazes de derrubar drones se estes estiverem dentro de seu alcance, mas existem vários fatores, tais como custos e capacidade de selecionamento de alvos, que tornam desejável um sistema específico destinado a combate a veículos aéreos não tripulados.

    Em setembro de 2019, sistemas norte-americanos Patriot foram incapazes de engajar um enxame de drones suicidas que atacaram instalações petrolíferas no leste da Arábia Saudita porque os drones se aproximaram a uma trajetória tão baixa relativamente ao horizonte que as baterias Patriot, que estavam monitorando o céu à procura de mísseis balísticos e ameaças de elevada altitude, literalmente não os conseguiram detectar.

    Em consequência disso, as instalações foram severamente danificadas e a produção de petróleo em um dos países mais importantes neste setor foi prejudicada por vários dias. Normalmente os mísseis de cruzeiro voam perto da superfície do terreno se aproximando dos alvos de maneira semelhante.

    Segundo relata o portal The Drive, o Exército dos EUA espera que os sistemas Lower-AD custem aproximadamente US$ 150.000 (R$ 811,2 mil) cada. O sistema tem três linhas de cinco tubos de mísseis, o que significa não só que os mísseis seriam mais rentáveis contra ameaças menores, como também que um único caminhão poderia transportar quase quatro vezes mais mísseis em comparação com os Patriot que podem lançar quatro mísseis apenas.

    Mais:

    Fontes anônimas presumem que China esteja desenvolvendo míssil que possa destruir porta-aviões
    Novo chefe do Pentágono aceleraria retirada de tropas do Oriente Médio até saída de Trump
    Turquia não planeja pedir permissão dos EUA para testar sistemas S-400, afirma Erdogan
    Tags:
    Arábia Saudita, Estados Unidos, sistema de defesa antidrones, Patriot, sistema de defesa antiaérea, mísseis de cruzeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar