08:28 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4570
    Nos siga no

    Mídia norte-americana avaliou o novo motor do bombardeiro estratégico russo Tu-160M como o mais potente no mundo.

    The Drive reagiu ao primeiro voo do Tu-160M (Blackjack, na classificação da OTAN) com o novo motor NK-32-02. O voo foi realizado em 3 de novembro em Kazan. Como aponta o autor, este evento tem um valor decisivo para reinício de produção da aeronave dos tempos da Guerra Fria.

    Sua fabricação foi parada em 1994. Até esse momento foram produzidas 36 unidades do Tu-160, três das quais se destinavam para testes estáticos. Depois da dissolução da URSS, dez Tu-160, que ficaram no território da Ucrânia, foram reciclados. Mais quatro bombardeiros ficaram incompletos na linha de montagem.

    Hoje em dia, a frota da Força Aeroespacial da Rússia possui 16 Tu-160. Nos últimos anos, eles completam frequentemente voos de longa duração e patrulham a fronteira com regularidade.

    Em 2015, o ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, anunciou a retomada da produção do Tu-160. O contrato para a fabricação dos motores turbojato NK-32 foi atribuído à empresa Kuznetsov. Estava planejado que o primeiro destes motores ficaria pronto para testes em 2016, e alguns esperavam que o mesmo sistema de propulsão fosse usado no ainda secreto bombardeiro russo de nova geração PAK DA.

    "Considerando que agora o Blackjack pode usar não apenas armas nucleares, mas também armamento convencional, e que foi empenhado durante a campanha na Síria, não admira que a Rússia queira obter máximo retorno de seus bombardeiros estratégicos supersônicos", concluiu o autor.

    O artigo relembra que o NK-32 anterior, montado no Tu-160 original, é famoso por ser o mais potente motor de aeronave de combate no mundo. Ele desenvolve uma potência de cerca de 25.000 kgf com pós-combustão total. A construção do NK-32-02 inclui novas pás para o compressor e turbina e também um sistema de resfriamento mais eficiente.

    Ele tem a mesma potência do anterior, mas tem eficiência mais elevada, aumentando o alcance do bombardeiro aproximadamente em mil quilômetros.

    A configuração total do Tu-160M conta com o novo radar Novella, assim como um novo conjunto de autodefesa e um sistema de vigilância eletrônica. Além disso, ele vai ser equipado com "cabine de vidro" e aviônica renovada (equipamentos de comunicação e navegação, sistemas de controle de voo).

    Mais:

    Bombardeiros supersônicos russos Tu-160 quebram recorde mundial de voo sem escala
    Lockheed Martin desenvolve sistema para transformar aeronaves de carga em bombardeiros
    Caças russos MiG-31 e Su-35 interceptam bombardeiros dos EUA no mar de Bering (VÍDEO)
    Tags:
    Força Aeroespacial da Rússia, Sergei Shoigu, bombardeiro estratégico, Bombardeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar