21:51 23 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2330
    Nos siga no

    Veículos aéreos não tripulados (VANT) Orion, que estão sendo produzidos em série para as Forças Armadas da Rússia, podem carregar diferentes tipos de munição desenvolvidos especificamente para eles.

    O drone russo tem alto nível de autonomia, inclusive em condições radioelétricas agressivas, de acordo com o canal de televisão NTV.

    O arsenal do drone contém meios de ataque de pequena dimensão e baixo custo desenvolvidos com base nas ogivas do míssil RS30, também conhecido como Grad. Trata-se de bombas aéreas guiadas, pesando 20 e 50 quilos, com asas dobráveis, o que lhes permite planar com precisão até o objetivo. O arsenal também inclui bombas aéreas inteligentes KAB-20 e mísseis de pequeno tamanho.

    Orion tem três pilones: dois sob as consolas das asas e um sob a fuselagem. O peso máximo da carga que pode ser largada é de 200 quilos. Inicialmente, o drone foi criado como aeronave de reconhecimento, mas agora suas capacidades foram bastante expandidas.

    O drone pode permanecer no ar durante 24 horas voando com velocidade média de 200 km/h. No entanto, devido a suas capacidades aerodinâmicas semelhantes às de um planador, o voo pode durar mais tempo sob certas condições.

    O posto de comando dos VANT inclui os postos de trabalho do comandante, dos operadores dos drones e dos operadores de controle da carga útil. Tudo foi desenvolvido de maneira que não sejam utilizados pilotos profissionais.

    Decolagem e aterrissagem são operadas automaticamente, os operadores vigiam se não há situações de emergência e, se for necessário, podem parar a decolagem ou ordenar uma volta adicional antes de aterrissar.

    O sistema de pouso tem três níveis. O primeiro nível é a navegação por satélite, o chamado modo "de paz".

    Mas em tempo de guerra os satélites podem estar avariados, desligados ou silenciados. Neste caso, existe o segundo sistema – por radar. Para o Orion foi desenvolvido um radar de pouso especial de duas bandas. Este radar já foi usado várias vezes na prática em condições extremas, quando o drone foi usado na Síria.

    O terceiro sistema de pouso é por laser, se for acionada uma interferência forte contra o radar.

    ​Os militares russos receberam o primeiro drone de ataque, o sistema Orion foi entregue à Força Aeroespacial.

    Ministério da Defesa da Rússia assinou a ata de aceitação do primeiro sistema aéreo não tripulado de longa duração de voo Orion em abril deste ano.

    Mais:

    'Geração 5+': reveladas características únicas de motor desenvolvido para caça Su-57 (VÍDEO)
    Rússia inicia construção de novo 'avião do Juízo Final'
    Força Aérea dos EUA confirma voo de seu avião espião sobre Taiwan (FOTOS)
    Caças turcos F-16 serão usados em caso de agressão estrangeira contra Azerbaijão, diz Aliev
    Tags:
    avião, VANT, drone, Defesa, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar