22:24 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    81224
    Nos siga no

    O grupo de ataque liderado pelo porta-aviões USS Ronald Reagan retornou ao mar do Sul da China conduzindo operações aéreas.

    O navio, que transita pela terceira vez por esta região em sua atual missão, é acompanhado pela 5ª Ala Aérea de Porta-Aviões, pelo cruzador de mísseis guiados USS Antietam e pelos destróieres de mísseis guiados John S. McCain e Halsey. O porta-aviões passou pelo estreito de Malaca e entrou no mar do Sul da China.

    "Enquanto está no mar do Sul da China, o grupo de ataque está realizando operações de segurança marítima, incluindo operações de voo de aeronaves de asas fixas e rotativas, exercícios de ataque marítimo e treinamento tático coordenado entre unidades de superfície e aéreas", lê-se em comunicado da 7ª Frota dos EUA, escreve portal UPI.

    Nos últimos meses, os EUA e países aliados continuaram a enviar navios à região para sinalizar que as águas devem permanecer internacionais, no entanto o mar do Sul da China continua sendo uma área contestada que tem provocado muitas tensões.

    "Ao longo de nossa implantação, continuamos nossa longa tradição demonstrando o comprometimento dos EUA com o uso legítimo dos mares e a manutenção de acesso livre às áreas comuns internacionais", afirmou em comunicado o contra-almirante George M. Wikoff, comandante do grupo de ataque liderado pelo porta-aviões USS Ronald Reagan.

    Nesta terça-feira (13), o presidente da China, Xi Jinping, inspecionou o Corpo de Fuzileiros Navais do Exército de Libertação Popular (ELP) na província de Guangdong e ordenou melhora da capacidade de combate, apontando a necessidade de prontidão "de alto nível" para a guerra, de acordo com agência Xinhua.

    Mais:

    Caças F-16 de Taipé interceptam avião de combate da China no estreito de Taiwan, segundo mídia
    Impasse na fronteira: como Índia e China se preparam para o inverno rigoroso na região disputada?
    Mídia: 2 navios chineses entram em águas disputadas com Japão no mar da China Oriental
    Tags:
    Marinha dos EUA, territórios disputados, exercícios aéreos, exercícios conjuntos, Mar do Sul da China, porta-aviões
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar