14:18 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 36
    Nos siga no

    A mídia Taiwan News informou esta quarta-feira (15) que caças F-16 estiveram envolvidos em diversos incidentes com caças chineses que haviam violado a zona de identificação de defesa aérea de Taiwan.

    Um desses incidentes ocorreu em 10 de setembro passado. O Ministério da Defesa de Taiwan informou que, na manhã desse dia, diversas aeronaves chinesas, incluindo um caça Su-30 e aviões de transporte Y-8, haviam violado a zona de identificação de defesa aérea de Taipé.

    Na ocasião, um caça Su-30 foi monitorado e interceptado por aeronaves F-16 de Taiwan, ressalta a mídia, tendo o F-16 obrigado os aviões chineses a abandonar a área.

    Ontem (15), um ex-piloto da Força Aérea, Jao Tzu-chiang, revelou pormenores do incidente de setembro. Segundo ele, dois caças da Força Aérea de Taiwan escoltaram várias aeronaves chinesas após suposta violação da zona, afirmando que o caça Su-30 chinês tentou se aproximar para interceptar as aeronaves enviadas por Taipé.

    Caça F-16 da Força Aérea de Taiwan
    © AP Photo / Wally Santana
    Caça F-16 da Força Aérea de Taiwan

    Entretanto, em resposta, os pilotos dos F-16 realizaram manobras para elevar a altitude, obtendo uma posição superior para fazer com que os caças chineses deixassem a região, afirmou o ex-piloto.

    "Se nossos aviões se encontrarem com os deles, devemos esperar que podemos nos esconder atrás e por cima do inimigo, para então pegá-los. Quando você o pega nesta direção, quando ele tenta se mover para a esquerda ou direita ou para cima e para baixo, ele não tem como reagir", afirmou.

    O ex-piloto também ressaltou que o Su-30 é um caça de superioridade aérea com uma variedade de mísseis ar-ar e ar-terra, que representa uma certa ameaça para as aeronaves de Taiwan.

    Mais:

    Recado à China: 'Não temos medo do inimigo', afirma Taiwan ao defender 'direito de contra-ataque'
    Taiwan equipa caças F-16 com mísseis de alta precisão e longo alcance, segundo mídia
    'Os que brincam com fogo se queimarão': China responde aos EUA iniciando manobras perto de Taiwan
    Tags:
    Estreito de Taiwan, China, Taiwan, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar