04:04 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2300
    Nos siga no

    A Marinha do Exército de Libertação Popular (ELP) recebeu mais dois novos destróieres de mísseis guiados.

    Com isso, a Marinha chinesa passa a contar neste ano com quatro novos destróieres que, segundo especialistas citados pelo jornal Global Times, mostram a força e o crescimento naval do país contra a pressão e instabilidade externa.

    O destróier Qiqihar, de número 121, do Type 052D, desloca cerca de 7.000 toneladas e é capaz de carregar uma vasta gama de armamentos, incluindo um sistema de artilharia de canhão único 130 mm, mísseis antiaéreos e mísseis de cruzeiro superfície-superfície.

    ​Dois novos destróieres de mísseis guiados entram no serviço naval chinês.

    Já o segundo destróier é o Tangshan, de número 122, Type 052DL, que é a última versão do Type 052D caracterizada por seu extenso convés de helicóptero e um maior radar antifurtividade.

    Atualmente, a China opera aproximadamente 20 modernos destróieres "do tipo Aegis" e este número deve chegar a 40 daqui a cinco anos, incluindo seis Type 052C, 25 ou 26 Type 052D e oito Type 055.

    O rápido desenvolvimento chinês mostra que o país voltou suas atenções para a modernização da defesa, elevando sua capacidade militar para proteger o desenvolvimento econômico e garantir a soberania.

    Mais:

    Porta-aviões pode comprovar controle da Marinha chinesa sobre coronavírus
    Imagem de satélite revela Marinha chinesa no Paquistão (FOTO, VÍDEO)
    Marinha chinesa 'expulsa' destróier dos EUA do mar do Sul da China
    Tags:
    destróieres, destróier, Marinha chinesa, Pequim, China, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar