14:39 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3501
    Nos siga no

    A Rússia modificará os sistemas de defesa antiaérea S-400 Triumph e S-300 para que possam disparar simultaneamente diversos tipos de mísseis, sejam de curto ou longo alcance.

    Atualmente, estes sistemas podem ser equipados com apenas um tipo de míssil pré-selecionado, ou seja, para mudá-lo o veículo de combate deve ser retirado de sua posição e recarregado, informou o jornal russo Izvestia.

    A modernização "elevará radicalmente as capacidades da defesa antiaérea" da Rússia e permitirá a criação de uma "defesa escalonada" capaz de disparar contra qualquer alvo.

    As atualizações serão realizadas nas últimas versões dos sistemas S-300 que são operados pelas Forças Armadas russas, os S-300PM, e também nos sistemas S-400 Triumph mais antigos.

    O lançamento de diferentes tipos de mísseis permitirá a utilização das munições disponíveis de uma maneira mais lógica e racional, considerou o ex-vice-chefe da Força Aérea russa, tenente-general aposentado Aitech Bizhev.

    Sistema de Defesa Antimísseis S-300V (foto de arquivo)
    © Sputnik / Mikhail Voskresensky
    Sistema de Defesa Antimísseis S-300V (foto de arquivo)

    "Um sistema deste tipo é necessário para não desperdiçar munição cara em alvos menos importantes", afirmou o militar.

    A decisão de utilizar diferentes tipos de mísseis será tomada de acordo com a distância e a classe do alvo aéreo que será atacado. Por esta razão, não é lógico utilizar um míssil de longo alcance para derrubar um alvo que se encontra a poucos quilômetros e que pode ser abatido com uma munição de curto alcance.

    "Para destruir um avião leve ou um bombardeiro estratégico é desejável possuir diferentes meios. No caso de um ataque massivo, serão úteis mísseis de todos os alcances", apontou.

    De acordo com Bizhev, do ponto de vista técnico a modernização não é um projeto complicado, já que o sistema de controle é o mesmo, sendo diferentes apenas os motores e as ogivas dos mísseis.

    Sistema de defesa antiaérea russo S-400
    © Foto
    Sistema de defesa antiaérea russo S-400

    Para o ex-chefe das Forças de Mísseis Antiaéreos Aleksandr Gorkov, com os sistemas modernizados uma única divisão antiaérea de S-300PM ou S-400 poderá organizar uma defesa antiaérea escalonada.

    "Primeiro, os sistemas destruirão os alvos distantes, a até 400 quilômetros de distância. Depois, elevará a intensidade de fogo com outros mísseis com alcance de 250 quilômetros. E o poder principal do fogo se concentrará nos alvos a distâncias de até 150 quilômetros", explicou.

    A utilização de diversos tipos de mísseis simultaneamente se tornará cada vez mais comum pelos sistemas de defesa antiaérea da Rússia.

    Neste ano, foi demonstrado pela primeira vez o sistema de mísseis antiaéreos Pantsir-SM, o qual conta com mísseis menores e de menor alcance, projetados para interceptar pequenos drones e mísseis não guiados.

    Mais:

    Todos os aviões de combate russos serão equipados com sistema de pontaria testado na Síria
    Novo sistema antitanque russo 'vai mais longe' que competidores estrangeiros
    Sistema de defesa aérea russo S-300V4 ganha blindagem do Super Pantsir
    Tags:
    S-300, s-400, Rússia, sistemas de defesa aérea, sistemas de mísseis, sistemas de defesa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar