18:46 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 38
    Nos siga no

    Atualização permite que aeronave carregue quatros mísseis extras no compartimento destinado anteriormente para bombas e tanques de combustível.

    Uma atualização de software do drone MQ-9 Reaper dobrou sua capacidade de carga para levar de quatro a oito mísseis AGM-114 Hellfire, aumentando o papel de "ataque permanente" da plataforma.

    A alteração possibilita o carregamento de mais mísseis no compartimento da aeronave anteriormente destinado a bombas de 227 quilos ou tanques de combustível, revelou um comunicado do 556º Esquadrão de Avaliação e Teste dos EUA.

    "Fora o hardware extra necessário para estar disponível, nenhuma outra mudança é necessária para suportar esta nova capacidade e letalidade acrescentada", afirmou o sargento Melvin French, diretor de configuração do sistema de testes, conforme cita o portal Defense Post.

    "O Reaper mantém sua flexibilidade para levar bombas de 227 quilos em qualquer uma dessas estações, em vez dos AGM-114, quando características da missão exigirem", acrescentou.

    ​O MQ-9 decola com oito mísseis Hellfire. "Dobro da capacidade de Hellfire aumenta flexibilidade, prontidão e letalidade do MQ-9"

    A atualização integra parte do Programa de Voo Operacional MQ-9 2409 – uma atualização do programa de software que estará operacional até o final deste ano, e foi solicitada pelo Comando de Operações Especiais da Força Aérea e Comando de Combate Aéreo dos EUA.

    O aumento da capacidade de transporte de mísseis Hellfire deixará missões mais dinâmicas, onde mais poder de fogo é necessário de forma contínua. Isto permite a plataforma manter sua "habilidade de ataque permanente" a alvos por uma maior duração.

    Mais:

    China usa drones pela 1ª vez para abastecer soldados no Tibete (VÍDEO)
    'Provocação arrogante': Pequim critica insígnia da Força Aérea dos EUA de drone sobrevoando China
    EUA vão implantar drones de reconhecimento MQ-9 na Polônia
    Tags:
    míssil, aeronave, militar, defesa, drone, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar