18:11 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2422
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (29), China lançou seu maior e mais avançado navio-patrulha em Guangzhou, no sul do país. É estimado que este novo navio desempenhe um papel importante no controle e segurança do tráfego marítimo chinês.

    O navio-patrulha Haixun09 foi desenvolvido pela Cooperação Estatal de Construção Naval da China (CSSC, na sigla em inglês), em parceria com a Companhia de Construção Naval de Guangzhou.

    De acordo com o portal China Ship News, o Haixun09 está pronto para executar operações relacionadas a vigilância, resgate, comando de emergência e prevenção de poluição marítima, sendo considerado uma plataforma marítima dinâmica para patrulhamento marítimo. Yan Peibo, engenheiro responsável pela construção do Haixun09, revelou mais alguns detalhes da nova embarcação. Pesando cerca de 10.700 toneladas e possuindo 165 metros de comprimento, o Haixun09 pode carregar vários tipos de helicópteros, estando também preparado para missões de reabastecimento, salvamento e buscas.

    Os pontos fortes do navio-patrulha não param por aí, pois o Haixun09 também poderá vir a prestar auxílio a outros navios, tais como esvaziamento, obstrução e descarga de água, bem como aos tripulantes, com a providência de bens e instrumentos medicinais, e tratamento cirúrgico a passageiros gravemente feridos.

    A embarcação é equipada com um banco de dados marítimo e sistemas de satélites, o que facilita recolha, processo e transmissão de informação. Adicionalmente, o Haixun09 também pode navegar com segurança sob o nível 9 de condições marítimas, e nível 12 de ventos.

    A Autoridade de Assuntos Marítimos do Ministério dos Transportes da China acredita que o Haixun09 é o início do rápido desenvolvimento de uma nova frota marítima do gigante asiático, com sistema de navegação global e capacidades de operação marítima de longo alcance.

    De igual modo, também serão construídas instalações de apoio à segurança do tráfego marítimo integrado "terrestre, marítimo e aéreo" e sistemas de equipamentos, e aumentada a capacidade de apoio ao serviço marítimo de longo alcance, segundo foi reportado ao portal China Ship News.

    Mais:

    Índia desenvolve mísseis de longo alcance com ogivas de 300 kg para conter China, diz mídia
    Impasse na fronteira: como Índia e China se preparam para o inverno rigoroso na região disputada?
    Alemanha cede à pressão dos EUA e limita a tecnologia 5G da Huawei no país
    Tags:
    engenharia, tecnologia, tráfico, segurança marítima, embarcação, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar