19:07 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    7134
    Nos siga no

    Amsterdã declarou que a sua Força Aérea foi incapaz de participar de uma operação das forças aliadas da OTAN devido a um problema técnico nos caças F-35, produzidos pelos EUA.

    Os caças F-35 Lightning II tinham tanques de combustível vulneráveis devido a danos de origem desconhecida na tubulação, tornando as aeronaves inseguras para voar durante tempestades.

    "Foi detectada uma tubulação danificada nos caças F-35A. São tubos do Sistema de Geração de Gás Inerte a Bordo no tanque de combustível", indica um comunicado emitido pelo Ministério da Defesa holandês.

    "Todos os países com o F-35A foram avisados sobre o risco de voar próximo de tempestades e da necessidade de proteger a aeronave no solo com um abrigo ou para-raios. Isto foi anunciado no 21º relatório intercalar anual VF-35 publicado nesta semana", citou.

    A explicação foi fornecida semanas após a Força Aérea holandesa anunciar que não poderia participar do que os militares norte-americanos descrevem como uma "demonstração de compromisso com a segurança e solidariedade europeia".

    Caças F-35A Lightning II (foto de arquivo)
    © AP Photo / Chris Drzazgowski
    Caças F-35A Lightning II (foto de arquivo)

    A operação, liderada pelos EUA e realizada no fim de agosto passado, contava com todos os 30 países-membros da OTAN em um único dia para "demonstrar a solidariedade da OTAN, elevar a prontidão e fornecer oportunidades de treinamento para aumentar a interoperabilidade de todas as tripulações participantes".

    "O Sistema de Geração de Gás Inerte a Bordo garante que o risco de uma explosão dos tanques de combustível, no caso de ser atingido por um raio, seja reduzido ao mínimo. Os tubos danificados podem tornar os tanques de combustível vulneráveis", afirmou o Ministério da Defesa holandês.

    O problema foi detectado em diversas aeronaves F-35 fabricadas pelos EUA. Ainda não se sabe o que teria provocado esta falha.

    Mais:

    Força Aérea britânica é acusada de 'desperdiçar' dinheiro com 'antiquados' caças F-35
    Exclusão da Turquia do programa F-35 pode custar caro aos EUA
    Pentágono decide o que fazer com F-35 produzidos inicialmente para Turquia
    Tags:
    tempestades, F-35, Países Baixos, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar