08:40 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    657
    Nos siga no

    A Lockheed Martin, uma das maiores fabricantes de armas dos EUA, assumiu o compromisso de fornecer armas de laser defensivas para os aviões de combate americanos até 2025.

    O sistema promissor será denominado TALWS (Sistema Tático de Armas Laser Aerotransportadas) e será utilizado para destruir mísseis ar-ar e mísseis antiaéreos.

    A Força Aérea dos EUA está implementando a licitação no quadro do programa Demonstrador de Laser de Alta Energia de Autoproteção (SHiELD, na sigla em inglês). O plano de desenvolvimento prevê três tipos de sistemas de laser para caças: designadores de alvos, lasers de defesa e lasers para destruição de outras aeronaves.

    A primeira etapa do projeto consiste no desenvolvimento de um laser de combate para a autodefesa dos aviões de combate, aponta portal FlightGlobal.

    O Exército dos EUA considera os sistemas a laser, concebidos tanto para a autodefesa como para o ataque a outros alvos aéreos e terrestres, como armas com munições "ilimitadas" e com um custo por disparo muito baixo.

    O novo armamento deverá funcionar de forma eficaz em voos a velocidades subsônicas, transônicas e supersônicas.

    Mais:

    Força Aérea dos EUA e DARPA testam 2 avançados protótipos de mísseis hipersônicos
    General da Força Aérea revela preocupação dos EUA com capacidades nucleares de Rússia e China
    Turquia inicia desenvolvimento de seu 1º míssil guiado a laser
    Tags:
    arma a laser, Força Aérea dos EUA, caças, sistemas de mísseis, mísseis antiaéreos, Lockheed Martin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar