09:05 18 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    138
    Nos siga no

    Durante um discurso, o chefe do Pentágono designou Pequim e Moscou como os maiores adversários estratégicos de Washington.

    "Hoje, em meio à concorrência entre as grandes potências, a Secretaria de Estado determina a China, e em seguida a Rússia, como nossos principais adversários estratégicos", afirmou Mark Esper, chefe do Pentágono.

    De acordo com Esper, ambos os países estão modernizando suas Forças Armadas, assim como expandindo suas capacidades nas esferas espacial e cibernética.

    "Os Estados Unidos e seus parceiros devem continuar defendendo seus princípios fundamentais e estilo de vida. Estamos completamente determinados a fazer isso", acrescentou o chefe do Pentágono.

    Anteriormente, o serviço de imprensa da embaixada da Rússia em Washington, comentando a afirmação do general norte-americano Timothy Ray sobre o perigo representado por Moscou e Pequim, declarou que os militares americanos promovem a ideia de uma "ameaça russa" em vez de um diálogo produtivo.

    Os diplomatas russos pediram às autoridades norte-americanas para "não estimularem os sentimentos anti-russos na sociedade" e "se concentrarem em interações produtivas, no interesse de fortalecer a segurança e a estabilidade globais".

    Mais:

    Cruzadores da Marinha da China podem ser os primeiros a receber mísseis balísticos
    Exército russo informa sobre iminente provocação de terroristas com armas químicas na Síria
    Marinha dos EUA 'perde' míssil furtivo enquanto tenta demonstrar força à China, segundo mídia
    Tags:
    adversários, China, estratégia, militar, Rússia, EUA, Defesa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar