08:01 18 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    1410
    Nos siga no

    O secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, fez um apelo para aumentar o financiamento de construção de novos navios para a Marinha depois de uma importante revisão da estrutura da instituição.

    Em uma reunião, Esper defendeu a necessidade de manter uma frota militar de mais de "350 navios", aumentando o financiamento para a construção naval, de maneira a conter a crescente força naval chinesa no Pacífico.

    "Construiremos esta frota de forma a equilibrar os desafios de amanhã com as necessidades de preparação de hoje. Para alcançar este resultado, devemos aumentar o financiamento para a construção naval e a preparação que sustenta uma força maior", expressou.

    O apelo de Esper ocorre em meio a uma corrida armamentista no Pacífico. Segundo o Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, a China terá uma frota militar de 425 navios até 2030.

    Anteriormente, o orçamento da Marinha dos EUA foi reduzido devido ao desenvolvimento de submarinos da classe Columbia, a nova geração de embarcações nucleares.

    Vista do prédio do Pentágono, em Washington D.C, capital dos EUA
    © AP Photo / Charles Dharapak
    Vista do prédio do Pentágono, em Washington D.C, capital dos EUA

    Em janeiro, o almirante Michael Gilday afirmou que o orçamento do Departamento de Defesa deveria ser reajustado para cobrir o custo da nova classe de submarinos, pois estava consumindo uma parte desproporcional do orçamento de construção naval.

    Agora, Esper pediu ao Comitê de Defesa do Congresso que permita "colocar fundos não utilizados da Marinha até o final do ano diretamente na conta da construção naval, ao invés de expirarem". Tradicionalmente, o dinheiro não aplicado até o final do ano fiscal deixa de poder ser utilizado.

    Mais:

    Progressos nucleares da China suscitam receios do Pentágono de uma nova ameaça, adverte almirante
    'Desafio para rastrear': novos submarinos russos representam ameaça aos EUA, adverte Pentágono
    EUA vão colocar na Polônia 1.000 soldados adicionais, afirma chefe do Pentágono
    Tags:
    Mark Esper, China, Pentágono, Pacífico, força naval, Marinha dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar