05:22 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2431
    Nos siga no

    A empresa russo-indiana BrahMos Aerospace anunciou que desenvolverá um míssil de cruzeiro capaz de destruir alvos aéreos dotados do Sistema Aéreo de Alerta e Controle (AWACS, na sigla em inglês).

    "O projeto do míssil de cruzeiro BrahMos ar-ar para destruir alvos aéreos do tipo AWACS foi aprovado. A finalização dos trabalhos para o primeiro lançamento está prevista para 2024", afirmou Aleksandr Maksichev, diretor da BrahMos.

    A principal característica deste míssil, segundo Maksichev, é que ele será usado para a eliminação de alvos aéreos de grande porte, como aviões, além de poder destruir alvos terrestres e marítimos.

    Boeing E-3B Awacs
    © AFP 2020 / PIERRE VERDY
    Boeing E-3B Awacs

    "Estamos ampliando o alcance dos alvos dos mísseis BrahMos, e em poucos anos serão capazes de destruir alvos aéreos. A plataforma seguirá sendo a mesma, apenas contará com algumas modernizações, porém seu 'cérebro' será diferente, ou seja, contará com outra ogiva com a missão de destruir alvos aéreos dotados de sistemas de reconhecimento e controle", afirmou.

    A empresa russo-indiana BrahMos, criada em 1998, produz mísseis de cruzeiro, sistemas de controle e lançamento de mísseis, equipa os armazéns e também é responsável pela formação das tripulações, reparação e modernização destes armamentos.

    Mais:

    Avião espião dos EUA sobrevoa península coreana para monitorar Coreia do Norte (FOTO)
    Militares russos detectam avião espião dos EUA próximo de base aérea russa na Síria
    Avião espião P-8A Poseidon dos EUA teria sido avistado próximo de base russa na Síria
    Tags:
    Sistema Aéreo de Alerta e Controle (AWACS), avião espião, míssil de cruzeiro, míssil ar-ar, míssil, equipamento militar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar