05:58 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4215
    Nos siga no

    O Estado-Maior das Forças Armadas da Grécia afirmou neste sábado (29) que a Turquia obstruiu a sua operação de escolta de um bombardeiro B-52 dos EUA no âmbito dos exercícios militares da OTAN.

    De acordo com o comunicado da entidade militar grega, estava previsto que quatro caças F-16 BLK 52 escoltassem o avião dos EUA perto de Atenas e Skopje (Macedônia do Norte).

    "No âmbito do Acordo [...] do nosso país com a República da Macedônia do Norte, a Força Aérea grega acompanhou o bombardeiro americano durante seu voo com destino à FIR [região de informação de voo] do país vizinho", indica o comunicado.

    Porém, quando o B-52 entrou na região de informação de voo da capital helênica, sendo recebido por aeronaves gregas, caças turcos continuaram o seu voo perto do bombardeiro norte-americano, "mostrando um comportamento particularmente provocativo, pouco ético, antialiado e diametralmente oposto ao propósito da atividade" que, segundo especificaram, era "demonstrar os fortes laços aliados dos Estados membros da OTAN".

    ​Ontem (29) quatro caças F-16 BLK 52+ escoltaram um bombardeiro estratégico B-52 dos EUA no âmbito dos exercícios da OTAN Allied Sky sobrevoando Quios, Cíclades, Peloponeso, Eptanisa, Épiro, Grécia Central, Evia, Espórades e Macedônia. O grupo continuou sobre a Macedônia do Norte no âmbito do policiamento aéreo da OTAN.

    Em resposta a estas ações dos aviões turcos, quatro F-16 BLK 52 gregos "que estavam em espera na área por este motivo" os identificaram, interceptaram e expulsaram da zona em questão.

    "E evidente que estas ações provocatórias e de violação dos acordos, por um lado, criam um grave problema na OTAN, por outro, violam as normas internacionais do tráfego aéreo, aumentando drasticamente as possibilidades de provocar um acidente e inclusive pôr em perigo meios de transporte aéreo", sublinha a entidade grega.

    Anteriormente, a Turquia anunciou novos exercícios navais no Mediterrâneo Oriental de 29 de agosto a 11 de setembro em meio ao agravamento das relações com a Grécia.

    As relações entre Ancara e Atenas se deterioraram após a Turquia anunciar em 7 de agosto seus planos de reativação das atividades de exploração e extração de hidrocarbonetos no Mediterrâneo Oriental.

    Mais:

    'Faremos o que for necessário': Turquia adverte Grécia sobre ações no Mediterrâneo
    Grécia se une a mais 3 países europeus em exercícios navais ante tensões com Turquia no Mediterrâneo
    Turquia anuncia manobras no Mediterrâneo em meio a tensões com Grécia
    Tags:
    Mediterrâneo Oriental, OTAN, EUA, Grécia, Turquia, B-52, exercícios aéreos, bombardeiro estratégico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar