21:47 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    8519
    Nos siga no

    Relatório militar americano analisa as capacidades das Forças Armadas norte-coreanas, entre elas seu possível arsenal de até 5.000 toneladas de armas químicas.

    Tal extenso arsenal teria como objetivo impedir que o governo norte-coreano fosse derrubado por forças externas.

    De acordo com o relatório feito pelo Estado-Maior do Departamento do Exército dos EUA, intitulado de "Táticas Norte-Coreanas" ("North Korean tactics", no original em inglês), o arsenal nuclear do país asiático varia entre 20 a 60 bombas, segundo diferentes estimativas.

    Além disso, Pyongyang tem "capacidade de produzir seis novos dispositivos [nucleares] cada ano". O órgão também acredita que o país poderá alcançar a cifra de 100 armas nucleares até o fim de 2020.

    'Objetivos primários'

    O relatório também apresenta o que seriam os objetivos primários da Coreia do Norte.

    "O primeiro objetivo é que Kim Jong-un e sua família mantenham sua posição de autoridade no regime através do controle ideológico da população do país", afirma o documento.

    Já o segundo objetivo seria manter a Coreia do Norte como "um Estado independente livre de interferência externa, especialmente das potências ocidentais".

    No esforço de desenvolver suas capacidades militares, o país também teria entre 2.500 e 5.000 toneladas de armas químicas.

    "A Coreia do Norte possui um grande leque de capacidades e vai as aplicar em momentos e lugares selecionados para alcançar os efeitos desejados", aponta o relatório.

    Além disso, o país também possuiria como doutrina militar uma guerra de duas frentes. Contudo, o termo frente aqui difere no sentido do mesmo utilizado durante as duas guerras mundiais, mas consiste em um ataque duplo contra a Coreia do Sul.

    Tal ataque seria primeiramente executado por uma grande invasão terrestre através da Zona Desmilitarizada e a segunda frente seria o uso de mísseis balísticos contra alvos no Sul.

    Mais:

    Fardo da independência: Coreia do Sul precisaria de porta-aviões 'americano'?
    'Perda de tempo': irmã não crê em novo encontro de Kim Jong-un com Trump
    Kim Jong-un se cerca de pistolas para comemorar 67° aniversário do fim da Guerra da Coreia (FOTOS)
    Tags:
    Kim Jong-un, Coreia do Norte, armas químicas, armas nucleares
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar