06:18 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    3832
    Nos siga no

    A China revelou ter desenvolvido uma nova munição, formalmente classificada como bomba planadora guiada, mas com uma seção transversal para conter mais submunições.

    Semelhante a um míssil ar-terra e pesando 500 kg, pode ser disparada a uma distância segura, paralisando um aeródromo com apenas um disparo e deixando os aviões inimigos no solo ou destruídos, segundo especialistas citados pelo Global Times.

    Também chamada de dispensador de munições, possui capacidade furtiva, dificultando sua interceptação, segundo a CCTV.

    Quando disparado, o "míssil dispensador" pode abrir suas asas, proporcionando força e sustentação extra e permitindo um alcance de mais de 60 quilômetros, ou seja, pode ser disparado sem a necessidade de entrar na zona de defesa aérea do inimigo.

    ​Distribuidor de munições de 500 quilos, capaz de transportar munições de dispersão e guiadas. Versão chinesa do JSOW.

    Cada "míssil" é capaz de carregar 240 submunições de seis tipos, que, ao serem lançadas, cobrirão mais de seis mil metros quadrados, afirmou o engenheiro sênior da empresa de armamentos chinesa Norinco Corp.

    Também é possível que algumas das submunições sejam minas, o que tornará as tentativas de reparação da pista muito arriscadas.

    As submunições podem penetrar a blindagem dos veículos militares a partir de cima. A arma também permite ser equipada com submunições capazes de paralisar grandes instalações, como aeródromos, por um longo período com apenas um disparo, já que toda a pista será destruída, o que reduziria a capacidade dos inimigos, fornecendo superioridade aérea e vantagens táticas e estratégicas à China.

    Além dos J-16, os caças-bombardeiros JH-7 e H-6 também devem ser equipados com esta munição.

    Mais:

    Índia planeja adquirir 33 caças russos sob diretiva de emergência em meio a tensões com China
    China aciona caças Su-30 após avião militar dos EUA sobrevoar Taiwan, revela mídia
    Taiwan intercepta caça chinês J-10 em sua zona de identificação de defesa aérea
    Tags:
    míssil, Bombardeiro, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar