01:28 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2135
    Nos siga no

    A Coreia do Sul planeja desenvolver nos próximos cinco anos um sistema de defesa antimísseis similar à Cúpula de Ferro israelense para se proteger da artilharia de longo alcance norte-coreana.

    De acordo com a agência de notícias Yonhap, citando um plano apresentado pelo Ministério da Defesa sul-coreano, a versão asiática da Cúpula de Ferro poderia entrar em operação no final da década de 2020 ou início de 2030.

    O programa estipula também a aquisição no próximo ano de um porta-aviões leve, a produção de um caça que está sendo projetado por engenheiros sul-coreanos (projeto KF-X), a construção de submarinos de 3.600 toneladas e 4.000 toneladas, o desenvolvimento de mísseis ar-terra e antinavio de longo alcance, a serem instalados nos caças nacionais, bem como o desenvolvimento de minissatélites para monitorar quase em tempo real a península coreana.

    Mísseis norte-coreanos
    © Sputnik / Iliya Pitalev / Sputnik
    Mísseis norte-coreanos

    O Ministério da Defesa pretende gastar neste programa US$ 253 bilhões (R$ 1,3 trilhão), um aumento médio anual de 6,1% nos próximos cinco anos.

    "O ministério seguirá cooperando com as autoridades financeiras para impulsionar com êxito o plano de defesa de 2021-2025", informa o comunicado.

    Mais:

    Coreia do Norte adverte EUA a 'não se intrometerem' na relação com Coreia do Sul
    Forças dos EUA implantam novo sistema de defesa antimíssil em base militar na Coreia do Sul
    Coreia do Sul desenvolve caças para substituir aeronaves dos EUA
    Tags:
    Coreia do Sul, sistema de defesa de mísseis, sistema de defesa antiaérea, sistema de defesa aérea, sistema de míssil antiaéreo, sistema de mísseis
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar