03:45 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    293
    Nos siga no

    À medida que o orçamento de Defesa norte-americano vai sendo nivelado, será difícil diminuir mais o custo unitário dos caças F-35, afirmou o diretor do programa conjunto da aeronave nesta quarta-feira (22).

    "Em geral, ao observar o orçamento das Forças Armadas e os planejamentos de gastos, verificamos que os números de aeronaves [encomendadas] nestes anos não estão aumentando, como aconteceu nos lotes dez a 14, mas se mantêm no mesmo nível", afirmou o diretor do programa F-35 do Pentágono, tenente-general Erick Fick, durante uma audiência na Comissão de Supervisão e Reforma da Câmara dos Representantes, citado pelo portal Defense News.

    O militar acrescentou que "parte do nivelamento no perfil ao longo dos últimos anos será um desafio à nossa capacidade de reduzir os preços". Contudo, "estamos comprometidos em continuar trabalhando empenhadamente com o departamento para estabelecer o melhor valor para nossos contribuintes e combatentes".

    Desde 2016, o Departamento de Defesa dos EUA tem pressionado a Lockheed Martin a reduzir o custo por unidade do caça F-35A de decolagem convencional - que é comprado pela Força Aérea dos EUA e pela maioria dos clientes internacionais - para US$ 80 milhões (R$ 417 milhões) no lote 14.

    Fotografia de aeronave F-35A durante testes de lançamentos de bombas na Califórnia, EUA
    Fotografia de aeronave F-35A durante testes de lançamentos de bombas na Califórnia, EUA

    Em outubro passado, a empresa anunciou que atingiria o seu objetivo de redução do custo unitário antes do acordado, alcançando US$ 77,9 milhões (R$ 406 milhões) no lote 14.

    "Atualmente, começamos negociações para o lote 15 com 17 contratos", comentou Fick.

    Ao longo do desenvolvimento do programa, o número de caças F-35 produzidos por ano tinha aumentado constantemente, permitindo economias de escala que diminuem o custo de cada aeronave produzida nos EUA.

    Contudo, em 2016, a Força Aérea dos EUA reduziu as compras de 80 para 60 caças por ano, sem previsão de aumento da demanda no país para os próximos anos fiscais.

    Mais:

    Força Aérea britânica é acusada de 'desperdiçar' dinheiro com 'antiquados' caças F-35
    Boeing e Lockheed Martin projetam novo sistema de guerra eletrônica para Exército dos EUA
    Exclusão da Turquia do programa F-35 pode custar caro aos EUA
    Tags:
    Lockheed Martin, EUA, F-35, caça, Pentágono, defesa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar