06:59 29 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4146
    Nos siga no

    Um comunicado recente da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA, na sigla em inglês) revelou que os cientistas da agência pretendem construir uma aeronave capaz de mudar de forma enquanto voa.

    A DARPA anunciou na terça-feira (21) que selecionou três empresas de defesa para trabalhar na fase inicial do projeto conceitual de uma aeronave com o chamado controle ativo de fluxo de ar (AFC, na sigla em inglês). Esta aeronave seria capaz de mudar de forma durante o voo.

    As três empresas que devem trabalhar no programa Controle de Aeronaves Revolucionárias com Instrumentos Inovadores (CRANE, na sigla em inglês) são a Aurora Flight Sciences, a Lockheed Martin e a Georgia Tech Research Corporation.

    Das três empresas, apenas a Aurora Flight Sciences fez uma declaração pública sobre o programa, informando que havia recebido um contrato de US$ 7,1 milhões (R$ 36,7 milhões) da DARPA para realizar o trabalho.

    "Os executantes estão pensando em usar o controle ativo de fluxo no esboço do projeto. Essa é a parte que diferencia, nunca realizada antes", afirmou Alexander Walan, responsável pelo programa CRANE.

    "O AFC tem sido explorado em um nível de componente, mas não como parte integrante do design de aeronaves. Ao alterar a abordagem de concepção, o CRANE pretende maximizar as chances de um desenvolvimento exitoso do avião X, além de integrar o AFC na estabilidade e controle da aeronave", ressaltou.

    Um avião com AFC teria asas ou cauda que poderiam mudar completamente de forma, ao invés de ter só algumas pequenas superfícies articuladas, como os ailerons.

    De acordo com a revista de divulgação Scientific American, o AFC pode funcionar inflando ou desinflando as partes relevantes da estrutura da aeronave, redirecionando o ar do motor através de pequenos orifícios de um milímetro de diâmetro. Outra maneira é aquecer o ar ao redor da aeronave com pequenas rajadas de pulsos elétricos, o que também mudaria o fluxo de ar sobre o avião.

    Logo do programa Controle de Aeronaves Revolucionárias com Instrumentos Inovadores (CRANE) da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA)
    Logo do programa Controle de Aeronaves Revolucionárias com Instrumentos Inovadores (CRANE) da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA)

    O relatório observa que o AFC faz parte da teoria aerodinâmica há bastante tempo, mas havia sido descartado por exigir muita energia, além da aplicação limitada.

    Daniel Miller, pesquisador sênior de sistemas e ciências de veículos aéreos da divisão secreta de engenharia Skunk Works da Lockheed Martin, afirmou à Scientific American que a divisão registrou mais de 50 patentes ao longo dos anos para diferentes funcionalidades do AFC, incluindo no avião espião SR-71 Blackbird e no caça interceptador F-104 Starfighter.

    "A tecnologia de controle ativo de fluxo amadureceu a nível de componentes, chegando a um ponto em que é possível dar um passo à frente na tecnologia de aeronaves [...] Com o CRANE, observamos uma oportunidade de abrir o futuro espaço de design de aeronaves civis e militares", afirmou Walan.

    A DARPA é chamada frequentemente de departamento de "cientistas loucos" do Pentágono, apelido que surgiu devido aos assustadores projetos futuristas como armas voadoras não tripuladas ou "plantas espiãs" geneticamente modificadas.

    Mais:

    Força Aérea dos EUA adapta caças F-22 de treinamento para combate
    EUA acionam caças F-22 para escoltar bombardeiros russos Tu-95 na região fronteiriça no Ártico
    Caça da Marinha dos EUA cai no mar das Filipinas
    Tags:
    DARPA, Pentágono, aeronaves, aeronave, avião, tecnologia militar, tecnologias, tecnologia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar