03:36 27 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    676
    Nos siga no

    A Austrália pretende elevar seus gastos com defesa para US$ 270 bilhões (R$ 1,4 trilhão) na próxima década, afirma o primeiro-ministro Scott Morrison.

    Além disso, o país pretende desenvolver um sistema de mísseis hipersônicos de alta tecnologia como parte do programa de investimento da defesa em meio a tensão no Indo-Pacífico.

    Para isso, o país pretende elevar em 40% o orçamento de defesa nos próximos dez anos. O primeiro-ministro australiano também afirmou que a Austrália tem planos de obter mísseis de longo alcance, além de outras capacidades para "dissuadir" conflitos futuros.

    As pretensões australianas surgiram após a região se tornar foco de disputas e conflitos, como é o caso da disputa entre China e Índia e os conflitos no mar do Sul da China, segundo o tabloide britânico Express.

    "Queremos um Indo-Pacífico livre de coerção e hegemonia. Queremos uma região onde todos os países, grandes ou pequenos, possam ter uma relação livre uns com os outros e ser guiados pelas regras e normas internacionais", afirmou Morrison.

    Além do desenvolvimento de mísseis, o país ainda pretende adquirir 200 mísseis antinavio de longo alcance da Marinha norte-americana.

    Morrison acredita que os tempos de uma região pacífica terminaram e que, devido aos recentes conflitos e "modernização militar", o risco de ocorrer um "erro de cálculo ou um conflito" é cada vez maior, por isso, a Austrália precisa se fortalecer.

    Mais:

    Avião ou meteoro? Bola de fogo cruza céu da Austrália e faz surgir insinuações (VÍDEO)
    Rompimento é detectado em placa tectônica gigante entre Índia e Austrália
    Vestígios de antigo povo são encontrados no fundo do mar na Austrália
    Tags:
    tensão regional, tensão política, tensão militar, míssil hipersônico, míssil, Austrália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar