05:01 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    1518
    Nos siga no

    Em memorando divulgado pela Casa Branca, o presidente americano Donald Trump recorreu à seção 303 do Ato de Produção de Defesa de 1950.

    Desta forma, Trump autorizou a produção de compostos para armas hipersônicas, sistemas de mísseis estratégicos e para o lançamento de artefatos ao espaço por considerar tais elementos essenciais para a Defesa Nacional dos EUA.

    No texto do memorando, publicado na página da Casa Branca, Trump disse:

    "Sem uma ação presidencial sob a seção 303 do Ato [de Produção de Defesa], não pode ser esperado da indústria dos EUA a capacidade razoável de produzir compostos de temperatura ultra-alta e alta para mísseis hipersônicos, estratégicos e sistemas de lançamento espacial de forma adequada e em tempo oportuno."

    O documento também previu compra e aquisição de equipamentos para tais empreitadas, o que seria "o método alternativo mais econômico, oportuno e prático para satisfazer a necessidade desta capacidade crítica".

    Lei da época da Guerra da Coreia

    A referida Lei de Produção de Defesa dos EUA foi promulgada em 1950 com o início da Guerra da Coreia (1950-1953).

    O mecanismo jurídico foi uma resposta criada para tratar da falta de mão de obra e equipamento, e já foi recorrido por outros presidentes para lidar com emergências como desastres naturais.

    Mais:

    Trump revela novos detalhes sobre misterioso míssil hipersônico de alta precisão dos EUA
    Hackers roubam 'dados sensíveis' de empresa ligada ao desenvolvimento de míssil balístico dos EUA
    França lança míssil M51 para reafirmar sua capacidade de dissuasão nuclear
    Tags:
    Donald Trump, indústria bélica, armas hipersônicas, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar