19:22 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    6214
    Nos siga no

    Pela primeira vez, aeronaves não tripuladas dos EUA vão operar na Estônia, onde estarão temporariamente implantadas para dar apoio a missões de coleta de informações dos aliados.

    Drones MQ-9 Reaper, que são aeronaves não tripuladas dirigidas remotamente por um piloto e um operador de sensores, foram transferidos da Base Aérea Miroslawec na Polônia devido à reparação de uma pista de pouso e decolagem, informa em comunicado a Força Aérea dos EUA na Europa.

    A transferência, embora seja temporária, poderia proporcionar à OTAN um impulso de vigilância em torno do mar Báltico, onde militares russos estão ativos, escreve portal Stars and Stripes.

    General Atomics MQ-9 Reaper na Estação Aeronaval de Corpus Christi, no Texas, EUA
    © AP Photo / Eric Gay
    General Atomics MQ-9 Reaper na Estação Aeronaval de Corpus Christi, no Texas, EUA

    Citando fontes de segurança operacional, militares dos EUA não especificaram quantos drones e operadores foram reposicionados para a Base Aérea de Amari, na Estônia. Os militares pertencem ao 52º Grupo de Operações Expedicionárias da Forças Aérea, do Segundo Destacamento.

    "As operações visam promover a estabilidade e a segurança na região e reforçar as relações com os aliados da OTAN e outros parceiros europeus", aponta a Força Aérea dos EUA na Europa.

    O MQ-9 Reaper é um drone de combate que pode ser armado com mísseis de curto alcance. Ele foi usado em diversas operações no Oriente Médio, onde demonstrou um bom desempenho, principalmente na eliminação de alvos em movimento e, como fonte de coleta de informações de inteligência.

    Mais:

    Pentágono retarda modernização de porta-aviões e pode atrasar novo drone em 3 anos
    Trump planeja rever tratado de armas da Guerra Fria para vender mais drones dos EUA, diz agência
    Sistemas de mísseis russos Tor derrubaram 45 drones de terroristas na Síria
    Tags:
    mar Báltico, Polônia, Rússia, Força Aérea dos EUA, base aérea, Estônia, fronteiras russas, OTAN, avião de reconhecimento, MQ-9 Reaper
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar