13:37 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    260
    Nos siga no

    Durante os testes no mar, o porta-aviões norte-americano ficou impedido por diversos dias de usar suas aeronaves devido a mau funcionamento das catapultas eletromagnéticas.

    O porta-aviões norte-americano USS Gerald R. Ford, classificado como o mais avançado do mundo, sofreu uma falha em suas novas catapultas eletromagnéticas (EMALS, na sigla em inglês) usadas para a decolagem dos aviões, informou a Marinha norte-americana.

    A falha impediu a decolagem de caças a partir do navio durante cinco dias, diz o comunicado da Marinha.

    O problema teria ocorrido no sistema que conecta as turbinas geradoras do navio com o sistema de energia das catapultas.

    "A causa inicial da falha está sendo investigada, para determinar os fatores que a causaram. O fato ocorreu no sistema de ligação de energia, durante um reinício manual do sistema antes das operações de voo", detalhou à USNI News o porta-voz da Marinha, Danny Hernández.

    Após vários dias de avaliação e solução de problemas nos elementos do sistema de decolagem, os especialistas em catapultas eletromagnéticas e a tripulação do porta-aviões restauraram o sistema para permitir voos seguros no dia 7 de junho.

    "A resposta da embarcação a estes desafios relativamente ao sistema de catapultas eletromagnéticas mostra nossa capacidade de identificar e corrigir rapidamente problemas que afetam as operações de voo", destacou o contra-almirante Craig Clapperton.

    "O aprendizado e a melhoria que resultam do impulsionamento dos sistemas tornarão a equipe do navio e da asa aérea melhores e mais eficazes em eventos futuros", ressaltou.

    O porta-aviões regressou ao porto de Norfolk, na Virgínia, no domingo (7), após completar testes iniciais no mar. O navio deverá passar por testes mais profundos em um período de 18 meses.

    Mais:

    Marinha dos EUA realiza exercícios navais conjuntos com Reino Unido no Ártico (FOTOS)
    Caças da Marinha dos EUA teriam interceptado e atacado OVNIs
    Marinha dos EUA pede a Pequim para cessar 'bullying' de outros países no mar do Sul da China
    Tags:
    EUA, Marinha dos EUA, porta-aviões, navio de cruzeiro, navios de guerra, navio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar