22:10 07 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    172252
    Nos siga no

    O Pentágono informou que os militares dos EUA tinham tido encontros "inseguros" com as Forças Armadas chinesas no mar do Sul da China durante a atual pandemia, que também é uma fonte de crescentes tensões entre os países.

    Houve "pelo menos nove" incidentes que envolveram aviões de combate chineses e aeronaves dos EUA nos céus sobre as águas disputadas desde meados de março, disse esta terça-feira (19) à Fox News Reed Werner, subsecretário adjunto da Defesa dos EUA para o Sudeste Asiático, acrescentando que a China continua a se envolver em "comportamentos arriscados e de escalada".

    Além disso, um funcionário do Pentágono ressaltou que alguns incidentes foram considerados inseguros, embora os detalhes específicos por trás das ocorrências não sejam claros.

    Reed Werner apontou que no mês passado, no mar do Sul da China, um navio de escolta chinês que navegava no grupo de porta-aviões manobrou de forma "insegura e não profissional" perto do destróier de mísseis guiados USS Mustin, da Marinha dos EUA.

    Relatos da mídia chinesa indicaram que a flotilha da Marinha chinesa liderada pelo porta-aviões Liaoning estava executando "simulações de batalhas" no mar do Sul da China no mês de abril.

    O subsecretário adjunto afirmou que o Pentágono considerava "a linha de tendência atual muito preocupante", acrescentando que Washington apresentou várias queixas formais e informais em resposta a incidentes recentes.

    Nos últimos meses, navios da Marinha dos EUA têm realizado patrulhamentos e operações de liberdade de navegação no mar do Sul da China, bem como no estreito de Taiwan, e bombardeiros da Força Aérea norte-americana também patrulharam a região.

    Mais:

    Avião espião dos EUA teria sido avistado sobrevoando região sul de Taiwan
    Pequim intensifica presença militar no mar do Sul da China em resposta aos EUA
    Marinha chinesa 'expulsa' destróier dos EUA do mar do Sul da China
    Tags:
    navios de guerra, Mar do Sul da China, Marinha da China, destróier, mísseis guiados, Marinha dos EUA, porta-aviões, Liaoning
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar