02:51 11 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4614
    Nos siga no

    Funcionários da Defesa dos EUA, Japão e Coreia do Sul discutiram a ameaça representada pelo programa de mísseis de Pyongyang, bem como a propagação do coronavírus.

    Em comunicado publicado pelo Pentágono, o diretor-geral de Política de Defesa do Japão, Akihiro Tsuchimichi, o vice-ministro de Defesa da Coreia do Sul, Chung Sukhwan, e o secretário-adjunto da Defesa dos EUA para assuntos de Segurança do Indo-Pacífico, David Helvey, se consultaram sobre a ameaça nuclear e de mísseis da Coreia do Norte.

    Além disso, eles analisaram os riscos da pandemia de coronavírus e como fortalecer a cooperação entre os três países na área de segurança, conforme a agência de notícia Yonhap.

    De acordo com o Ministério da Defesa da Coreia do Sul, durante a 12ª Conferência Trilateral de Defesa (DTT, na sigla em inglês) foi firmado um acordo entre as três nações para discutir os assuntos citados anteriormente.

    "As conversações trilaterais dos ministros da Defesa devem ocorrer no próximo mês por videoconferência", afirmou o ministério sul-coreano.

    Durante a reunião on-line desta quarta-feira (13), as autoridades dos três países "discutiram […] maneiras de manter a estabilidade regional, como combater a propagação do coronavírus e vias para melhorar a cooperação de segurança entre os três países", citou o ministério.

    Os três funcionários se comprometeram a celebrar a reunião ministerial de Defesa por meio de videoconferência em uma data que se determinará no futuro.

    Líder norte-coreano Kim Jong-un inspeciona míssil balístico intercontinental Hwasong-14 em Pyongyang, Coreia do Norte (foto de arquivo)
    © REUTERS / Agência de notícias estatal norte-coreana (KCNA)
    Líder norte-coreano Kim Jong-un inspeciona míssil balístico intercontinental Hwasong-14 em Pyongyang, Coreia do Norte (foto de arquivo)

    Recentemente, o Ministério do Exército Popular da Coreia do Norte (EPC) condenou os últimos exercícios militares no mar Ocidental da Coreia, qualificando-os como "grave provocação", "jogada imprudente" e "busca deliberada por confronto", de acordo com uma declaração de um porta-voz do ministério, citado pela KCNA.

    O porta-voz norte-coreano criticou também as alegações de Seul quanto aos exercícios realizados pela Coreia do Norte, observando que a Coreia do Sul respondeu a "cada exercício militar executado por nós com palavras do tipo suspensão e lamentável".

    Mais:

    China envia uma equipe de médicos à Coreia do Norte para assessorar Kim Jong-un
    Coreia do Norte está preparando irmã de Kim Jong-un para sucedê-lo, noticia mídia
    Coreia do Norte aumenta suas atividades militares, diz Defesa sul-coreana
    Tags:
    EUA, Coreia do Sul, Japão, Coreia do Norte, aliados, teste de mísseis, mísseis
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar