00:39 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    1618
    Nos siga no

    Dois bombardeiros supersônicos B-1B Lancer da Força Aérea dos EUA partiram de Dakota do Sul rumo ao Báltico para participar de exercícios militares da OTAN.

    No início da semana, dois bombardeiros norte-americanos, que voaram da base da Força Aérea Ellsworth, em Dakota do Sul, estiveram no mar Báltico para realizar exercícios com diversos aliados da OTAN, segundo comunicado da Força Aérea dos EUA.

    O comunicado ressalta que os bombardeiros foram empregados em treinamento de integração e interoperabilidade com os Falcon F-16 da Força Aérea dinamarquesa, além de missões de coordenação de apoio aéreo próximo dos Controladores Aéreos Conjunto do Terminal Estoniano, a apenas 105 quilômetros da fronteira com a Rússia.

    "O treinamento com nossos aliados da OTAN e nações parceiras contribui para elevar a resistência e interoperabilidade [...]. Os bombardeiros estratégicos contribuem para estabilidade no cenário europeu, enviando uma mensagem clara de dissuasão a qualquer potencial adversário", cita comunicado.

    De acordo com o Ministério da Defesa da Estônia, os bombardeiros norte-americanos participaram dos exercícios militares Tempestade da Primavera (Spring Storm).

    Um B-1B Lancer voa com um F-16 da Dinamarca durante missão de treinamento, 5 de maio de 2020
    Um B-1B Lancer voa com um F-16 da Dinamarca durante missão de treinamento

    "Liderada pela Estônia, Tempestade da Primavera testa a integração entre as tropas da OTAN e das Forças de Defesa da Estônia, para fortalecer a capacidade em tempos de crise", afirmou a OTAN em comunicado.

    Citado pela aliança, o coronel da Força Aérea da Estônia afirmou que o exercício "demonstrou que, para a Força Aérea, nenhum alvo está longe demais, e que os aliados podem enviar apoio em questão de horas, mesmo estando do outro lado do globo".

    Um B-1B Lancer é reabastecido por um KC-135 Stratotanker da 100ª ala de reabastecimento aéreo, Reino Unido, 5 de maio de 2020
    Um B-1B Lancer é reabastecido por um KC-135 Stratotanker

    Os B-1B foram originalmente projetados como bombardeiros estratégicos pesados com o objetivo de executar ataques nucleares em território soviético. Agora o bombardeiro poderia ganhar uma nova vida ao ser equipado com mísseis hipersônicos AGM-183A (ARRW).

    Mais:

    Força Aérea dos EUA planeja munir bombardeiro B-1B com mísseis hipersônicos
    EUA posicionam caças F-35 no Alasca em meio a relatos de interceptações de bombardeiros russos
    Motor supersônico do caça-bombardeiro Su-24M cria 'tornado dançante' (VÍDEO)
    Tags:
    exercícios militares, exercícios militares, Força Aérea, EUA, bombardeiro estratégico, bombardeiro supersônico, Bombardeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar