23:53 27 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    11361
    Nos siga no

    Su-35 realizou uma segunda intercepção "perigosa" em um período de quatro dias de uma aeronave de reconhecimento e patrulhamento P-8A Poseidon da Marinha dos EUA no mar Mediterrâneo.

    De acordo com um comunicado emitido pela 6ª Frota da Marinha dos EUA, apesar de um Su-35 russo estar operando no espaço aéreo internacional, a intercepção foi considerada "irresponsável" por ter colocado em perigo a segurança de ambos os aviões.

    "Em 19 de abril de 2020, uma aeronave P-8A Poseidon da Marinha dos EUA, em um voo no espaço internacional sobre o mar Mediterrâneo, foi interceptada duas vezes por um [caça] Su-35 russo durante um período de mais de 100 minutos".

    "A primeira intercepção foi considerada segura e profissional". A segunda foi determinada como insegura e não profissional, visto que Su-35 efetuou uma manobra de alta velocidade e de alta potência que diminuiu a distância entre as aeronaves para 25 pés [oito metros] diretamente na frente do P-8A, expondo o avião dos EUA a esteira de turbulência e exaustão dos motores", lê-se em comunicado da 6ª Frota dos EUA.

    "Em ambos os casos, a aeronave dos EUA estava operando conforme o direito internacional e não provocou as ações russas", ressaltou o comunicado norte-americano.

    Anteriormente, na quarta-feira (15), a Marinha dos EUA informou sobre uma intercepção russa de uma aeronave norte-americana P-8A Poseidon no mar Mediterrâneo.

    Mais:

    Marinha dos EUA envia destróier USS Porter para o mar Negro
    Marinha dos EUA: caça russo Su-35 fez intercepção 'perigosa' de P-8A Poseidon no Mediterrâneo
    Forças iranianas monitoram navios da Marinha dos EUA no golfo Pérsico (VÍDEO)
    Tags:
    avião de reconhecimento, intercepção, Mar Mediterrâneo, Marinha dos EUA, P8-A Poseidon, Su-35
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar