14:29 11 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    8392
    Nos siga no

    Em 1979, ano da revolução islâmica, o Irã praticamente não tinha indústria de defesa, mas desde então o país se tornou um dos principais produtores de armamentos, desde mísseis a navios de guerra.

    Os militares da República Islâmica receberam três novos tipos de veículos aéreos não tripulados de produção nacional, que vão ser utilizados pelas unidades da Força Aérea e da Defesa Aérea, anunciou este sábado (18) o ministro da Defesa do Irã, general-brigadeiro Amir Hatami.

    "Como os drones são equipados com vários tipos de bombas e mísseis, eles podem ser utilizados pelas forças em missões de combate", disse Hatami, citado pela agência de notícias iraniana Tasnim.

    Além disso, o ministro salientou que os veículos não tripulados podem ser utilizados como alvos falsos na defesa aérea e nas operações de despistamento da rede de defesa aérea de um adversário.

    "Estes drones irão contribuir para assegurar um Irã mais seguro e executar missões de defesa aérea mais potentes", sublinhou Hatami.

    Ele acrescentou que os drones foram construídos pela indústria de defesa nacional na base de projetos desenvolvidos nas universidades do país e empresas baseadas no conhecimento.

    Os drones seriam o Karrar (Atacante), Ababil-3 (Andorinha-3) e um drone polivalente de motor a jato com alcance operacional de até 1.000 quilômetros, limite de altitude entre 12.000 e 13.700 metros e uma autonomia entre três e oito horas.

    Anteriormente, o chefe da Organização das Indústrias Navais do Ministério da Defesa do Irã, contra-almirante Amir Rastegari, disse que o país planeja iniciar a construção de um destróier de cerca de 6.000 toneladas.

    Mais:

    Irã diz ter criado avançada rede de sensores de mapeamento e comunicação para submarinos
    Irã pode desenvolver submarinos nucleares após incidente no golfo Pérsico
    Robôs que integram arsenal militar da China irão substituir soldados em missões perigosas
    Tags:
    veículo aéreo não tripulado, mísseis, Amir Hatami, Irã, Força Aérea, defesa aérea, drones, Oriente Médio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar