11:02 27 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    567
    Nos siga no

    A Força Aérea dos EUA está considerando profundamente equipar os bombardeiros estratégicos B-1B Lancer com mísseis hipersônicos.

    O antigo bombardeiro nuclear é capaz de transportar mais de duas dúzias de mísseis ARRW, ou Arma de Resposta Rápida de Lançamento Aéreo, o míssil de aceleração e planeio hipersônico mais avançado em desenvolvimento. Cada um destes mísseis consegue atingir a velocidade impressionante de aproximadamente 24.695 km/h, escreve Popular Mechanics.

    O reequipamento poderia transformar o bombardeiro envelhecido B-1B Lancer, que está prestes a ser retirado do serviço, em uma aeronave avançada que poderia participar de um possível conflito militar.

    O B-1B foi originalmente projetado como bombardeiro estratégico pesado com o objetivo de executar ataques nucleares em território soviético. Agora o bombardeiro poderia ganhar uma nova vida ao ser equipado com mísseis hipersônicos AGM-183A (ARRW).

    B1-B Lancer norte-americano
    © AFP 2020 / DOD
    B1-B Lancer norte-americano
    Segundo avança Air Force Magazine, a Força Aérea dos EUA considera equipar o B-1B com até 31 mísseis ARRW. Os mísseis seriam transportados tanto no interior da aeronave como instalados em pilones montados sob a barriga para permitir o transporte das armas.

    A ARRW foi desenvolvida pela Lockheed Martin para a Força Aérea dos EUA na sequência de um contrato assinado entre ambas as partes em 2018, tendo os primeiros testes tido lugar em 2019.

    Mais:

    Reveladas novas caraterísticas do futuro bombardeiro estratégico russo de 6ª geração
    EUA conduzem missão de treinamento na África com bombardeiros estratégicos B-52
    Revista norte-americana avalia bombardeiro estratégico russo T-160
    Tags:
    Lockheed-Martin, armas hipersônicas, B-1B, míssil hipersônico, Força Aérea dos EUA, bombardeiro estratégico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar