20:22 29 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    532
    Nos siga no

    Tropas dos EUA na Europa foram ordenadas a se autoisolarem depois que militares americanos deram positivo para COVID-19.

    Cerca de 2.600 militares do Comando Europeu dos EUA (EUCOM) foram isolados na sexta-feira (20) em um esforço para conter a propagação do coronavírus, após 35 casos terem testado positivo para COVID-19, disse o comandante do EUCOM, Tod Wolters.

    O Departamento de Defesa americano observou que o pessoal em quarentena não estava doente, mas isolado como precaução devido a viagens recentes, entre outras razões. No total, as tropas americanas na Europa contam com 72.000 soldados e oficiais.

    "Estamos nos preparando para os piores cenários no que diz respeito à possível propagação […] Durante meses, temos adotado medidas de precaução", disse Wolters, general da Força Aérea dos EUA, sem especificar o país em que os militares estão.

    No entanto, o Pentágono não esclareceu como planejou isolar os 2.600 funcionários.

    Exercícios cancelados

    Anteriormente, devido à pandemia de coronavírus, a OTAN foi forçada a reduzir a escala do maior exercício militar conjunto na Europa em 25 anos. Os Estados Unidos pararam os movimentos de tropas e uma série de exercícios associados foram completamente cancelados.

    Tropas norte-americanas passam através Alemanha para Leste Europeu
    © AP Photo / Ingo Wagner
    Tropas norte-americanas passam através Alemanha para Leste Europeu

    Segundo Wolters, os exercícios Defensor da Europa 2020 (Defender Europe 2020) foram realizados em 45% e, em vez dos 17 mil esperados, apenas 5-6 mil militares americanos foram transferidos para a Europa.

    A pior situação de coronavírus na Europa foi registrada na Itália, Espanha e Alemanha, onde estão localizadas várias grandes bases militares americanas.

    Mais:

    EUA colocam saúde pública em risco ao não cancelar exercícios militares na Europa, diz especialista
    Coronavírus: balanço revela característica compartilhada por 99% dos mortos na Itália
    Maior do que 'ameaça russa', COVID-19 faz EUA se retirarem de exercício da OTAN na Europa
    Tags:
    COVID-19, novo coronavírus, Comando Europeu dos EUA, Exército dos EUA na Europa, exercício militar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar