10:59 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    9174
    Nos siga no

    A Venezuela concluiu os segundos exercícios militares de 2020, realizados com pouca preparação para testar a capacidade de resposta em caso de ações militares por parte da Colômbia e EUA.

    O Comando Estratégico Operacional das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (CEOFANB) da Venezuela anunciou a conclusão bem-sucedida dos segundos exercícios militares neste ano, que ocorreram no país entre segunda-feira (9) e quinta-feira (12).

    "Exercício Militar Escudo Bolivariano II 2020 culmina com sucesso total, permanecemos atentos a qualquer agressão contra o nosso solo pátrio. Parabéns ao Povo e às FANB por sua lealdade, coesão e patriotismo em defesa da Pátria", disse o CEOFANB no Twitter.

    As Forças Armadas realizaram a segunda fase dos exercícios militares Escudo Bolivariano 2020, para elevar a prontidão operacional e testar todos os planos de defesa militar da nação sul-americana.

    O ministro da Defesa, Vladimir Padrino López, assegurou que estes exercícios, ao contrário de outros, foram realizados com menos preparação de forma a medir as capacidades de reação das unidades operacionais das FANB.

    Em 28 de fevereiro, o presidente venezuelano Nicolás Maduro anunciou que no país começariam exercícios militares em uma ação surpresa para combater o "terrorismo da Colômbia e dos EUA".

    Os primeiros exercícios militares deste ano, chamados Escudo Bolivariano 2020, decorreram em 15 e 16 de fevereiro com a participação de mais de dois milhões de militares e civis com treinamento militar.

    Mais:

    EUA e Colômbia conduzem exercícios militares em região fronteiriça com Venezuela
    EUA e Colômbia estão preparando mercenários para 'desestabilizar' Venezuela, diz ministro da Defesa
    Sistemas de mísseis e 2 milhões de combatentes participam de exercício militar na Venezuela (FOTOS)
    Maduro: navio de guerra dos EUA se aproximou do mar territorial venezuelano
    Militares venezuelanos são ordenados a reforçar fronteiras, segundo mídia
    Tags:
    Twitter, Vladimir Padrino López, Nicolás Maduro, EUA, Colômbia, Venezuela, Forças Armadas Nacionais Bolivarianas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar