08:26 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    1191
    Nos siga no

    Governo russo anuncia criação de grupo militar de designação geral para atuar no Ártico, enquanto presença militar estrangeira na região aumenta.

    Nesta quinta-feira (5), o Sistema Estatal de Informação Jurídica russo publicou decreto do presidente da Rússia, Vladimir Putin, que diz:

    "A realização da política estatal da Federação da Rússia no Ártico a partir de 2020 proporcionou: [...] a criação de um grupo de designação geral das Forças Armadas da Rússia na zona ártica do país, capaz de fornecer segurança militar em diferentes condições político-militares."

    Além da criação do grupo, o documento também assuntou o trabalho de um "sistema de funcionamento ativo de guarda costeira do Serviço Federal de Segurança da Federação da Rússia" no Ártico.

    Presença estrangeira

    Como razão da criação do grupo foram mencionadas tentativas de vários países de revisar as bases de acordos internacionais, que concernem questões territoriais, a incompletude do direito internacional quanto a questões fronteiriças dos espaços marítimos no Ártico, o impedimento da execução legal de atividades econômicas da Rússia no Ártico por parte de outros países e organizações, aumento da presença militar[estrangeira] e o descrédito de atividades da Rússia na região ártica.

    O documento também ressalta que os objetivos da política do governo russo para o Ártico são o aumento da qualidade de vida da população local, o aceleramento do desenvolvimento econômico local, a proteção do meio ambiente e a defesa dos interesses nacionais.

    Mais:

    Rússia está desenvolvendo aeródromos móveis para a região do Ártico
    Moscou acusa OTAN de arrastar outros países em atividades miliares no Ártico
    Rússia implementará S-400 na Frota do Norte para proteger o Ártico
    Tags:
    militares, defesa, economia, Forças Armadas da Rússia, Ártico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar