02:10 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    260
    Nos siga no

    O Pentágono informou que o trabalho na fábrica dos caças F-35 no Japão foi interrompido por uma semana devido ao surto de coronavírus, afirmou uma oficial da Defesa dos EUA nesta quarta-feira (4).

    As aeronaves são produzidas em uma instalação da Lockheed Martin em Ft. Worth, Texas, mas os aliados dos EUA montam seus caças em duas instalações finais de montagem e check-out (FACO) no Japão e na Itália, segundo o portal Defende News. 

    "No Japão, acredito que eles fecharam a FACO por uma semana", afirmou Ellen Lord, subsecretária de Defesa para aquisição e manutenção.

    Lord também informou que os funcionários da Lockheed Martin na Itália foram orientados a trabalhar em casa devido ao surto do coronavírus. Além disso, a empresa restringiu viagens a instalações italianas.

    Caças norte-americanos F-35
    © AP Photo / Petros Karadjias
    Caças norte-americanos F-35

    Enquanto isso, no Japão, o trabalho, administrado pela Mitsubishi Heavy Industries, foi interrompido por uma semana.

    "O combate ao coronavírus segue sendo a principal prioridade do departamento [...] O departamento continua empenhado com a instalação industrial de defesa em todos os programas, incluindo o F-35 [...]", afirmou o porta-voz do Pentágono, Mike Andrews.

    Até o momento, a Lockheed Martin não se pronunciou sobre o assunto, mas garante que a produção em Ft. Worth não foi afetada.

    Mais:

    Caça F-35 dos EUA fica 'suspenso no ar' durante show aéreo em Singapura (VÍDEO)
    Caças F-35 dos EUA chegam à Finlândia após atraso no Atlântico (VÍDEO)
    Polônia assina acordo de compra de caças F-35 dos EUA
    Tags:
    Japão, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque, novo coronavírus, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar