07:12 13 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2629
    Nos siga no

    Nesta quinta-feira (27), um oficial general dos EUA alertou que o Congresso norte-americano deve alocar fundos para uma grande modernização do arsenal nuclear.

    Segundo a publicação Defense News, o almirante Chas Richard, chefe do Comando Estratégico dos Estados Unidos, alertou:

    "Se não investirmos prudentemente em nossas capacidades nucleares agora, podemos começar a atingir pontos de não retorno". Além disso, "prevejo que começarão no complexo de armas nucleares, depois no comando e controle nuclear e, no final, nos sistemas de entrega da tríade".

    Para Richard, "quando falamos sobre a modernização da tríade, o que deixamos de fora é o 'ou então'. A outra escolha é não manter o que temos. Toda a tríade está chegando ao fim de sua vida útil. Ou substituímos o que temos agora, ou começamos a descartar, quase em um caminho de desarmamento, diante desta ameaça crescente".

    Imagem de ogiva nuclear norte-americana instalada no interior do estado de North Dakota
    © AP Photo / Charlie Riedel
    Imagem de ogiva nuclear norte-americana instalada no interior do estado de North Dakota

    Um valor de aproximadamente US$ 46 bilhões (R$ 205,8 bilhões) foi solicitado pela administração Trump para programas nucleares no ano fiscal de 2021.

    Entrevistadas em condição de anonimato pela Defense News, autoridades militares dos EUA comentaram que realizar os investimentos no momento certo será de suma importância, e que os atrasos, técnicos ou devido à falta de fundos, poderiam dificultar em escolhas difíceis sobre o que pode ou não ser modernizado.

    Mais:

    Saiba como 2 submarinos nucleares soviéticos realizaram lendária volta ao mundo
    EUA rejeitaram reunião para abordar tratado de armas nucleares, diz diplomata russo
    Irã está aberto a 'qualquer iniciativa' para salvar acordo nuclear
    Tags:
    orçamento militar, congresso, militar, Estados Unidos, nuclear
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar